Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Segunda-feira, 28.02.05

Liberalizar por aí

Para quem não sabe o que é um liberal, leiam as “Ideias para um programa de governo liberal”, no Blasfémias. Só para estimular a visita aqui ficam as cinco primeiras medidas:

1. Congelamento dos salários da função pública até que o número de candidatos à função pública iguale o número de funcionários públicos com as mesmas qualificações com vontade de sair para o sector privado.
2. Privatização de todas as empresas públicas e distribuição da receita por cada contribuinte.
3. Liberalização total do regime de propriedade das farmácias.
4. Liberalização total da abertura de grandes superfícies.
5. Eliminação de todos os subsídios às empresas e redução dos respectivos impostos em igual valor.

Ah! e se quiserem complementar o estudo visitem O Insurgente.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:45

Segunda-feira, 28.02.05

Ai o poder, o poder

Vital Moreira e o direito ao contraditório:

«Começou ontem à noite na RTP, com um ano de antecedência, o tempo de antena de Cavaco Silva à presidência da República, por intermédio de um representante qualificado. Como a estação pública de televisão está sujeita a uma obrigação de imparcialidade e isenção política, bem como de pluralismo, espera-se a todo o momento o anúncio de idênticos tempos de antena para os demais candidatos potenciais...»

Em linguagem futeboleira:
“...e entra Vital Moreira para o lugar de Gomes da Silva, a estrutura de jogo mantém-se mas refresca-se o meio-campo.” Isto no início de jogo será bom?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:44

Segunda-feira, 28.02.05

Afinal o enfant terrible é outro...

Isto não é surpresa. Depois das últimas declarações de Pedro Santana Lopes, já se esperava.

«O membro da Comissão Política do PSD e presidente da distrital de Aveiro, Ribau Esteves, pediu a expulsão de Pacheco Pereira na última reunião do Conselho Nacional.»

A expulsão de dissidentes foi sempre característica dos Partidos Comunistas. Assim se prova que Pacheco Pereira está intimamente ligado ao Comunismo, leva mesmo o PSD a atitudes de esquerda radical...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:41

Domingo, 27.02.05

Esta semana

Deixem-me no mesmo post homenagear duas pessoas de duas áreas distintas:

Peter Benenson, fundador da Amnistia Internacional, que faleceu esta semana e com quem Portugal está intimamente ligado, devido à notícia que levaria Benenson a fundar esta ONG, que hoje é uma das mais importantes do Mundo.

Cesário Verde, passados 150 anos da sua morte, “O Sentimento dum Ocidental”:

Noite Fechada

Toca-se às grades, nas cadeias. Som
Que mortifica e deixa umas loucuras mansas!
O Aljube, em que hoje estão velhinhas e crianças,
Bem raramente encerra uma mulher de «dom«!
E eu desconfio, até, de um aneurisma
Tão mórbido me sinto, ao acender das luzes;
À vista das prisões, da velha Sé, das Cruzes,
Chora-me o coração que se enche e que se abisma.
A espaços, iluminam-se os andares,
E as tascas, os cafés, as tendas, os estancos
Alastram em lençol os seus reflexos brancos;
E a Lua lembra o circo e os jogos malabares.
Duas igrejas, num saudoso largo,
Lançam a nódoa negra e fúnebre do clero:
Nelas esfumo um ermo inquisidor severo,
Assim que pela História eu me aventuro e alargo.
Na parte que abateu no terremoto,
Muram-me as construções rectas, iguais, crescidas;
Afrontam-me, no resto, as íngremes subidas,
E os sinos dum tanger monástico e devoto.
Mas, num recinto público e vulgar,
Com bancos de namoro e exíguas pimenteiras,
Brônzeo, monumental, de proporções guerreiras,
Um épico doutrora ascende, num pilar!
E eu sonho o Cólera, imagino a Febre,
Nesta acumulação de corpos enfezados;
Sombrios e espectrais recolhem os soldados;
Inflama-se um palácio em face de um casebre.
Partem patrulhas de cavalaria
Dos arcos dos quartéis que foram já conventos:
Idade Média! A pé, outras, a passos lentos,
Derramam-se por toda a capital, que esfria.
Triste cidade! Eu temo que me avives
Uma paixão defunta! Aos lampiões distantes,
Enlutam-me, alvejando, as tuas elegantes,
Curvadas a sorrir às montras dos ourives.
E mais: as costureiras, as floristas
Descem dos magasins, causam-me sobressaltos;
Custa-lhes a elevar os seus pescoços altos
E muitas delas são comparsas ou coristas.
E eu, de luneta de uma lente só,
Eu acho sempre assunto a quadros revoltados:
Entro na brasserie; às mesas de emigrados,
Ao riso e à crua luz joga-se o dominó.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:14

Domingo, 27.02.05

Aqui fica mais uma…

Mais uma excentricidade, para ser gracioso, do ex-primeiro-ministro:

«O gabinete de imprensa de Pedro Santana Lopes é composto por dez assessores e catorze adjuntos. E segundo avança o jornal A Capital custa todos os meses ao cofres do Estado cerca de 100 mil euros (20 mil contos na moeda antiga).»
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:12

Domingo, 27.02.05

Já é tempo

Ouvi há algum tempo um comentador, agora não me recordo qual, dizer que PS e PSD eram partidos prontos a fazer Governo em dois minutos. É verdade, são partidos do sistema, têm que o fazer rapidamente se a tal foram chamados.

Mas não vos parece que este Governo PS já peca pela demora? Estivemos quatro meses de Governo efectivo de Santana, mais uns meses de gestão que se confundiram com pré-campanha, e depois em campanha eleitoral. Já é tempo do país retomar a vida normal, o que quer que isso seja...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:04

Domingo, 27.02.05

Cada faca a seu dono

Santana quer castigar militantes que tenham recorrido à cutelaria para danificar as suas costas.

«Pedro Santana Lopes pediu ontem, no último conselho nacional do PSD em que participou como líder do partido, que o conselho de jurisdição se pronuncie sobre os militantes que o criticaram na campanha eleitoral.»
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:02

Quinta-feira, 24.02.05

Aforismo 341 - O Eterno Retorno

O peso formidável - E se, durante o dia ou à noite, um demónio te seguisse à mais solitária de tuas solides e te dissesse: - Esta vida, tal qual a vives actualmente, é preciso que a revivas ainda uma vez e uma quantidade inumerável de vezes e nada haverá de novo, pelo contrário! - É preciso que cada dor e cada alegria, cada pensamento e cada suspiro, todo o infinitamente grande e infinitamente pequeno da tua vida te aconteça novamente, tudo na mesma sequência e mesma ordem - esta aranha e esta lua entre o arvoredo e também este instante e eu mesmo; a eterna ampulheta da existência será invertida sem detença e tu com ela, poeira das poeiras! Não te lançarás à terra rangendo os dentes e amaldiçoando o demónio que assim te tivesse falado? Ou então terás vivido um instante prodigioso em que lhe responderias: "És um deus e jamais ouvi coisa mais divina".
Se este pensamento tomasse força sobre ti, tal qual tu és, ele te transformaria talvez, mas talvez te destruísse também; a questão: "queres ainda e uma quantidade inumerável de vezes", esta questão, em tudo e por tudo, pesaria todas as tuas acções com peso formidando! Ou então quanto te seria necessário amar a vida e a ti mesmo para não desejar outra coisa além dessa suprema e eterna confirmação!

Em: A Gaia Ciência
De: Friedrich Nietzsche
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:55

Quinta-feira, 24.02.05

Vitimização2 – O regresso

Santana Lopes declarou que não se recandidata à liderança do PSD. Precisou de 24 horas para o perceber, mas pronto, lá chegou. Como o percebeu? Talvez por ver fugir-lhe o tapete de apoios dos “Santanistas” de há 6,7 meses, que vendo o descalabro de Domingo se apressaram a, agora sim, esfaquear-lhe as costas. Nisto Santana viu a oportunidade de se vitimizar de novo, abandona o presidência do partido mas sem a tal se ver obrigado, os outros é que o empurram. Se já não tinha os grandes do partido a seu lado, agora até os invertebrados o abandonam. É portanto um líder, porque ainda o é, mais sozinho, e caminhará só até ao congresso sem hipótese de expiação.

Mas há sempre os indefectíveis apoiantes, que defendem a sua “senhora” mesmo sabendo-a errada. E estes agora aplicam nova táctica, a vitimização2: a culpa é de Durão Barroso. Foi ele que governou erradamente, agravou o estado, minou o campo, fugiu e deixou o país armadilhado para quem viesse a seguir. E isto é demagógico, rasteiro e ilusório. Não quero com isto defender Durão Barroso, mas sejamos objectivos. Ao ter aceite ser líder do PSD, e portanto Primeiro-ministro, quando sabia da má governação de Durão, Santana mostrou falta de visão ou então achou-se um D. Sebastião salvador. Ou seja, ou não reparou no que ia meter-se ou pensou estar super-habilitado para resolver todos os problemas de Portugal (engraçado é que foram poucos os que o acharam capaz para o trabalho).

Aliás, com a hipótese de Durão ser substituído por Manuela Ferreira Leite, conhecedora das políticas governamentais da legislatura de Durão, e portanto mais segura para fazer a sua continuação, Santana aceitar ser líder e primeiro-ministro é apenas exemplo do seu enorme ego e pouco sentido de responsabilidade, apenas achou chegada a sua altura tal como definida pelas estrelas, apesar de haver pessoas mais qualificadas para o serviço. Mas isto também mostra um pouco do que corre dentro do PSD, pelos céleres e obsequiosos apoios recebidos.

A vitimização2 não chegará para alcançar Belém já em 2006, mas poderá funcionar como suporte artificial de vida até que Santana saia do estado comatoso que terá que entrar. Veremos quando será... afinal, e nisto estamos todos de acordo, ele só tem 47 anos...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:41

Quarta-feira, 23.02.05

Cantares do Andarilho


Zeca 1929-1987
Deixou-nos há 18 anos, mas é eterno há muitos mais.

Canção de embalar
Dorme meu menino a estrela d'alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p'ra ti
Outra que eu souber será p'ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d'alva o seu fulgor
Perde a estrela d'alva o seu fulgor

Perde a estrela d'alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme quinda à noite é muito menina
Deixa-a vir também adormecer

Em: Cantares do Andarilho
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:13

Quarta-feira, 23.02.05

Derrete-se na boca e não nas mãos


No PSD prepara-se o Congresso do M&M
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:31

Terça-feira, 22.02.05

Diz a CNN

«A tighter 2006 budget for the National Institutes of Health could force the world's No. 1 funder of medical research to pull the plug on some AIDS research and other projects that don't prove their value»

Não havendo petróleo ou suspeitas de armas de destruição massiva, todas as outras lutas parecem evitáveis para George W. Bush.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:09

Terça-feira, 22.02.05

Rotações em Bloco

«Bloco de Esquerda reavalia sistema de rotação de deputados no Parlamento»

Ainda bem! Se se mantivesse o sistema de rotatividade da última legislatura, com o aumento do número de deputados que teve, todos os eleitores que votaram Bloco de Esquerda iriam ter a oportunidade de se sentar na Assembleia da República. Bem... sempre era a Democracia directa...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:20

Terça-feira, 22.02.05

O código do trabalho político

Que outro trabalhador pode usufruir deste tipo de benesse?

Esperemos que este, agora que já se sabe que não se recandidata a líder do PSD, tenha vergonha e não volte ao antigo emprego:
«A hipótese de Santana Lopes regressar ao lugar de presidente da Câmara de Lisboa é real e dependerá unicamente da sua vontade.»

Já deste outro, não há nada de novo, como ainda não foi encontrada a sua espinha dorsal já tudo se pode esperar:
«Recorde-se que Menezes, que foi cabeça de lista por Braga, garantiu que, caso o PSD perdesse as eleições legislativas, retomaria o seu lugar de presidente da Câmara.»

Até isto:
«Luís Filipe Menezes admitiu candidatar-se à liderança do PSD»

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:14

Segunda-feira, 21.02.05

Um presente

E é para o PSD e para Marques Mendes em especial:

Tira-Nódoas, para aquelas manchas e odores que custam a sair.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:20

Pág. 1/5



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Fevereiro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728