Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Segunda-feira, 30.07.07

Quanto é? Eu pago já...

«O mundo está em dívida para com os EUA», diz Gordon Brown.

Eu duvido, mas se realmente for verdade e o resto do mundo ainda estiver em dívida para com os EUA, não será por muito mais tempo. Bush tem esbanjado esse "capital de dívida" alegremente, levando o mundo para despesas cujos objectivos apenas interessam ao próprio. Sim, apenas ao próprio, porque muitos desses objectivos não interessam ao mundo nem mesmo ao comum americano.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:24

Segunda-feira, 30.07.07

Direito à greve, de novo...

«De acordo com o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP), 40,9 por cento das reivindicações que estiveram na base das greves referem-se a questões salariais, das quais 11,1 por cento foram aceites, 22,2 por cento parcialmente aceites e 66,7 por cento recusadas.»

Ou seja, as greves não têm alcançado os seus principais objectivos. Grande parte da responsabilidade pode, e deve, ser atribuída à vulgarização deste meio de reivindicação por parte das estruturas sindicais. Mas, por outro lado, se apenas 11% das reivindicações são aceites, a intenção de
Francisco Van Zeller e das entidades patronais é mesmo fazer cair o direito à greve como direito laboral.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:05

Domingo, 29.07.07

O sr. Feliz e o sr. Contente

Um diz mata, o outro, para não ficar atrás, diz esfola. Ainda nenhum deles percebeu que ninguém lhes liga. A última hora está próxima.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:03

Domingo, 29.07.07

Homem

Inútil definir este animal aflito.
Nem palavras,

nem cinzéis,

nem acordes,

nem pincéis

são gargantas deste grito.

Universo em expansão.

Pincelada de zarcão

desde mais infinito a menos infinito.

__________________________

António Gedeão
Movimento Perpétuo (1956)
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:35

Sexta-feira, 27.07.07

Protagonismo

O médico de Gaia não perde uma oportunidade de aparecer na televisão. Hoje na RTP, e estranhamente depois de uma peça sobre os apoios de Marques Mendes, lá teve ele o seu tempo de antena em prime-time. Pouco falou das suas diferenças em relação à actual direcção Social Democrata, preferiu continuar o seu discurso populista, exagerado para quem está a concorrer apenas à liderança do PSD.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:26

Sexta-feira, 27.07.07

Dia de posts desportivos

Sair à rua de bicicleta é quase suicida, isto em Portugal... Em França, andar de bicicleta provoca um aumento da testosterona, do número de eritrócitos devido a transfusões homólogas e um aparecimento 'anormal' de eritropoietina, esteróides anabolizantes e anfetaminas.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 02:01

Sexta-feira, 27.07.07

O país rebola...

A insistente prioridade noticiosa deste dia (quinta-feira) foi a contratação de um futeboleiro por um clube de nuestros hermanos. Neste país rectangular o que interessa é a bola.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:27

Quinta-feira, 26.07.07

Independência vs Inocência

«O presidente do Banco Central Europeu considerou que não se pode olhar o banco que dirige como um bode expiatório de todos os males. Em entrevista ao jornal Die Zeit, Jean-Claude Trichet defendeu ainda a independência do BCE.»

A constituição do BCE como se de um quarto poder se tratasse foi justificada pela absoluta necessidade de independência deste órgão em relação aos Governos da União. O BCE está assim encarregue do controlo da macroeconomia da UE. Então, de quem se pode queixar um estado se as imposições do BCE se mostrarem castradoras dos objectivos desse mesmo estado? É precisamente essa independência que torna o Banco Central num bode-expiatório.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:02

Quarta-feira, 25.07.07

Inadmissível

«O primeiro-ministro, José Sócrates, considerou hoje "inadmissível" a resistência do Governo Regional da Madeira em aplicar em lei do aborto e considerou "ensurdecedor o silêncio" dos líderes do PSD e CDS-PP sobre esta matéria.»

Pois a Constituição, Carta Magna do país, obriga objectivamente que uma Lei Nacional seja aplicada a todo o território, incluindo zonas autónomas. Sendo assim, inadmissível é que um Presidente de uma Zona Autónoma entenda que as suas decisões são hierarquicamente superiores à Lei Fundamental.


Quanto a silêncios,
as considerações de Cavaco Silva, o da cooperação estratégica, mais não são do que um mutismo mascarado de concelho inócuo.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:13

Quarta-feira, 25.07.07

No outro quadrado

O artigo de Manuel Alegre ao Público apresenta dois embaraços para o próprio, no mínimo. Primeiro, Manuel Alegre parece ter desperdiçado uma força de um milhão de votos, ferramenta essencial em democracia para que pudesse alterar algo na política nacional. Agora dispara para o interior do partido e governo, de forma contundente é certo, mas desfasada no tempo. A resposta oportuna seria insurgir-se imediatamente quando os casos pontuais inquietantes foram conhecidos. E a revolta devia surgir de várias formas e não apenas num artigo-resmungo.

A verdade é que a vida no quadrado socialista, apesar de tudo, não deixa de ser confortável. Manuel Alegre, sustentado no aparelho do partido, rebela-se, mas não parece disposto a prescindir do seu apoio.
ASENSIO

p.s. -
se se notar um tom desiludido neste post é apenas porque, apesar de considerar Manuel Alegre um dos mais capazes para agitar a situação actual, a verdadeira resposta que aguardava tarda em surgir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:08

Quarta-feira, 25.07.07

Blimunda

Vou esculpir-te o esqueleto em madeira e marfim, moldar-te a carne em barro vermelho e depois, dar-te um coração cinzento frio metal. Mas a alma, essa nuvem branca à boca do estômago, será de aerogel (imagem) (vídeo).
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:47

Quarta-feira, 25.07.07

Screencast


ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:36

Quarta-feira, 25.07.07

Wolf Descends Upon The Spanish Sahara


If you're keeping score, then you're bound to win A bird's eye view of a burning bridge You come through ghost towns set on pause Hoping the risk was worth the cost

Whoa Sound off the false alarm Whoa
But I'll make my own colleague From wood and from ivory And reap the rewards of proximity I'll assemble my equal From what I lack and require And gather what's left unaccompanied
It smells like disaster It looks like a trap So go by the wayside And never look back
If you could spare me 40 winks While you cried wolf and I count sheep What good are ghosts in Kevlar vests With backbones like a jellyfish
Whoa Stomp on your land again Whoa
But I'll make my own colleague From wood and from ivory And reap the rewards of proximity I'll assemble my equal From what I lack and require And gather what's left unaccompanied
It smells like disaster It looks like a trap So go by the wayside And never look back
If you're keeping score, then you're bound to win A ringside seat at the main event
Whoa Stomp on your land again Whoa
It smells like disaster It looks like a trap So go by the wayside And never look back It smells like disaster Take all as a smell Let go by the wayside I'll never look back.
___________________________________________________
Fables From a Mayfly: What I Tell You Three Times is True
Fair To Midland
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 03:01

Terça-feira, 24.07.07

É ridículo

Mas é verdade. Até há uns dias atrás Marques Mendes arrastava-se como o inapto na liderança do PSD. Conduziu inabilmente o partido até ao Negrão descalabro das eleições intercalares de Lisboa.

Mas o que acontece é que o estado do PSD é tal que a única alternativa que se apresenta é precisamente aquela que transforma Marques Mendes num vencedor antecipado e no único candidato credível. Luís Filipe Menezes aceitou, por isso, legitimar a actual liderança por mais uns tempos...

Também é de notar que a falta de alternativas reais não é culpa exclusiva de Marques Mendes.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:52

Terça-feira, 24.07.07

A montanha e o rato

«O processo disciplinar instaurado a Fernando Charrua foi arquivado pela ministra da Educação, que decidiu não aplicar qualquer sanção ao professor por considerar que os seus comentários sobre a licenciatura do primeiro-ministro, José Sócrates, enquadra-se no direito à opinião.»

O assunto morre aqui? Esta decisão de arquivamento vem tarde e mais parece uma tentativa de esconder o caso debaixo do tapete.


«Perante o desfecho deste caso, Vitalino Canas considerou "demonstrado que o PS, partido da liberdade, não promove a condenação de ninguém por delito de opinião".»

O PS bem pode dizer que não promove a condenação, mas a verdade é que, numa direcção educativa que é responsabilidade directa do Governo, se procurou sancionar alguém por delito de opinião. E sendo assim, era necessário esclarecer porque se levanta um processo disciplinar pelas razões que a direcção da DREN apresentou. E apressem esse esclarecimento, não tenho essa paciência toda...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:07

Pág. 1/5



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031