Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Segunda-feira, 29.09.08

A ler...

Friends,
Let me cut to the chase. The biggest robbery in the history of this country is taking place as you read this. Though no guns are being used, 300 million hostages are being taken. Make no mistake about it: After stealing a half trillion dollars to line the pockets of their war-profiteering backers for the past five years, after lining the pockets of their fellow oilmen to the tune of over a hundred billion dollars in just the last two years, Bush and his cronies -- who must soon vacate the White House -- are looting the U.S. Treasury of every dollar they can grab. They are swiping as much of the silverware as they can on their way out the door.

No matter what they say, no matter how many scare words they use, they are up to their old tricks of creating fear and confusion in order to make and keep themselves and the upper one percent filthy rich. Just read the first four paragraphs of the lead story in last Monday's New York Times and you can see what the real deal is:

"Even as policy makers worked on details of a $700 billion bailout of the financial industry, began looking for ways to profit from it.

"Financial firms were lobbying to have all manner of troubled investments covered, not just those related to mortgages.

"At the same time, investment firms were jockeying to oversee all the assets that Treasury plans to take off the books of financial institutions, a role that could earn them hundreds of millions of dollars a year in fees.

"Nobody wants to be left out of Treasury's proposal to buy up bad assets of financial institutions."

Unbelievable. Wall Street and its backers created this mess and now they are going to clean up like bandits. Even Rudy Giuliani is lobbying for his firm to be hired (and paid) to "consult" in the bailout.

The problem is, nobody truly knows what this "collapse" is all about. Even Treasury Secretary Paulson admitted he doesn't know the exact amount that is needed (he just picked the $700 billion number out of his head!). The head of the congressional budget office said he can't figure it out nor can he explain it to anyone.[...]

Michael Moore

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:19

Segunda-feira, 29.09.08

Democracias disfuncionais

«Berlusconi quer impor o modelo de Putin" - JN

Embora a procura de um inimigo exterior e o nacionalismo de Chavez e Ahmadinejad os façam aproximar dos antigos regimes fascistas, não tenhamos ilusões, as (ainda) democracias que rumam no caminho do (já não tão subtil) autoritarismo é que são o maior perigo para uma cidadania em liberdade.

As políticas legislativas avulsas e cirúrgicas, que fazem também parte desse autoritarismo, seguidas em Itália ou na Rússia, não foram escrutinadas pelos cidadão, e são feitas à sua revelia.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:12

Terça-feira, 23.09.08

Cinzento, nem preto nem branco

«A possibilidade de Pedro Santana Lopes ser o candidato do PSD à presidência da Câmara de Lisboa tem merecido comentários uns atrás dos outros. Do próprio, que já disse estar a ponderar se a sua vida profissional admite um novo desafio político desta monta; de Pedro Passos Coelho, que acha Santana Lopes um "nome forte, com certeza"; do líder da distrital de Lisboa, que já lhe manifestou indefectível apoio; e, seguramente, de milhares de militantes social-democratas e de outros milhares de portugueses ansiosos por terem de volta o "menino guerreiro".

Quem ainda não disse nada foi a calada e circunspecta líder do PSD. Ainda assim, a direcção social-democrata tem deixado passar nos media, cautelosamente, a ideia de que o regresso de Santana Lopes é uma possibilidade séria.»


A estratégia da liderança do PSD em relação a Santana Lopes, frontman das críticas internas, pode passar por "queimar" o "menino guerreiro" numa candidatura votada ao fracasso (António Costa é consensual e dificilmente derrotável). Apesar de não ganhar Lisboa, esta será mais uma situação de derrota para Santana Lopes o que poderá amainar o ruído e os críticos internos e será (será mesmo?) a estocada final de PSL.

Ainda mais, Fernando Seara pode ficar guardado para outras batalhas porque é um trunfo importante do PSD. Resta saber se a liderança de Ferreira Leite chegará a essas batalhas.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:09

Segunda-feira, 22.09.08

Direito à liberdade

«Juízes da Relação falam em "culpa grave" de agentes do Estado que não deviam ter efectuado detenção "ilegal" »

Queria saber, como se não soubesse já, o que sucede com o cidadão comum, quando após meses de detenção, se chega à conclusão de que esta foi abusiva e "sem necessidade". Gostaria de ver mais juízes, desta feita em defesa do mais comum cidadão, a censurar outros agentes judiciais e colegas de profissão, por uso ilegal ou impróprio da detenção. Igualdade na justiça é só o que se exige.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:12

Quinta-feira, 18.09.08

Ele há coisas...

O passar pelas brasas durante a "grande" entrevista de Fernando Ulrich a Judite de Sousa, sobre a crise económico-monetária inter e nacional, plantou-me uma pergunta na mente:
∆$ > 0 ?

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:45

Quinta-feira, 18.09.08

Não me distraiam com o screensaver

Na última página do Jornal de Notícias de hoje ficamos a saber que o tão publicitado computador "português", o magalhães (também conhecido como Intel Classmate PC v2.0, MiLeap X e JumpPC) vai continuar no seu tour pelos chás de caridade, expiadores de culpa dos famosos cá do rectângulo. Ao mesmo tempo, como chamada de capa, lemos a notícia da constante e eterna falta de manuais que assola o país todos os anos em dias de Setembro. Certamente que se seguirão as notícias sobre a falta de outro material escolar, de infraestruturas, de docentes e outro pessoal.

Resumindo o magalhães está bem onde está. As prioridades são claras e este governo ainda tem muito que fazer antes de nos tentar distrair com um suposto choque tecnológico educativo.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:45

Quinta-feira, 18.09.08

A credibilidade da FIFA

Joseph Blatter, presidente da FIFA, parece-me uma personagem berlusconicamente ridícula. E não é só pela figura pedindo danças e tambores.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:45

Quarta-feira, 17.09.08

Futurologia

Chamem-me curioso, mas vou querer ver a relação institucional entre PR e Governo caso, como as sondagens indicam, o PS consiga mais um ciclo governativo, mas desta feita sem maioria absoluta. Como já reparámos todos, a lápide da cooperação estratégica está encomendada. Serão tempos periclitantes, terá Sócrates estômago para esse desafio?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:27

Quarta-feira, 17.09.08

Cosa nostra [adenda]

«Gasolina está 5% mais cara do que devia estar.
[...]
O presidente da Galp, Ferreira de Oliveira, já veio a público explicar que a relação entre o preço do petróleo e o dos combustíveis "não é directa nem óbvia, embora haja uma ligação entre ambas".»


Mas para este senhor da Galp a ligação será sempre directa e óbvia aquando dos aumentos dos combustíveis nos mercados internacionais, que se fazem reflectir de imediato no preço interno da gasolina. Com empresários com este tipo de argumentos cada vez mais acredito na nacionalização deste quinhão estratégico da economia nacional. Isto é mais um desabafo de um ignorante na definição máfio-parasita dos preços dos combustíveis.
ASENSIO

[adenda] - e houve alguém que gozou descaradamente com a cara do Ministro Manuel Pinho...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:27

Quinta-feira, 11.09.08

Tradição não é justificação

«Existem coisas mais graves a passar na televisão: programas totalmente inapropriados para as crianças e concursos de muitíssimo mau gosto. A tourada é um espectáculo que faz parte da cultura portuguesa", frisa.[Fernando Castro, presidente da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, sobre a transmissão televisiva das corridas de touros]»

Existem coisas piores, sem dúvida, mas esta opinião põe a tourada no grupo das "coisas graves". Para a senhora Fernanda Castro não é das piores, mas pelos vistos é má.

E o facto de ser tradição não a torna menos problemática para os públicos sensíveis. Na Idade Média teríamos centenas de exemplos de tradições que, apesar de o serem, foram abolidas na eras subsequentes precisamente por serem consideradas brutais e negativas na formação de personalidades(e não só). As tradições são apenas costumes, não podem nunca ser álibis ou justificações.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:21

Quarta-feira, 10.09.08

Espaço de Opinião

«A interpretação, de tão unânime, parece convincente. Diz-se que a Administração norte-americana decidiu intervir nas duas maiores empresas de crédito imobiliário do país para evitar males maiores, que até à nossa porta poderiam bater. Que se antecipou à previsível falência da Fannie Mae e da Freddie Mac para poupar o sistema financeiro - mundial - a uma turbulência ainda mais profunda, susceptível de abalar os seus pilares.

Como não sou especialista em questões económicas, sinto-me inibido de discutir a bondade da medida. Admito até que seja acertadíssima, mas não sou capaz de fugir a uma perplexidade: se Bush acciona a arma da nacionalização, para preparar a maior operação de resgate financeiro da história do país, então o mundo anda de pernas para o ar. Nem no terreno económico sobrevive um pingo de coerência ideológica.

Suspeito, apenas suspeito, que a situação chegou onde chegou porque as autoridades de supervisão dos Estados Unidos foram incompetentes, quanto mais não seja por omissão. Talvez tenham acreditado que o mercado, mal ou bem, tudo resolveria, até serem confrontadas com a inevitabilidade de recorrer à "bomba atómica". Pelas asneiras de regulação e os pecados do mercado, hão-de pagar agora os contribuintes norte-americanos qualquer coisa como 211 mil milhões de euros, segundo as estimativas - quase mais 50 mil milhões do que o Produto Interno Bruto português. E pagaremos todos nós, que penamos numa crise sem fim à vista.
[...]»
Paulo Martins, JN

Há quem não acredite na intervenção do Estado na economia. Geralmente sãos os primeiros a recorrer a ele quando a tão "perfeita" Lei do Mercado lhes sai pela culatra. Parasitismo puro porque os cidadãos, como Estado, acabam sempre por pagar os desvarios económicos das empresas privadas.

«Deve o Estado salvar empresas que, por seu exclusivo demérito e má gestão, estão a falir? Não, vinte vezes não. Nem aqui, nem na China.[...]»
Pedro Santos Guerreiro, Jornal de Negócios

E deve o Estado salvar aquelas cuja gestão nem pode ser considerada dolosa, mas que, ao acreditar na volátil Lei do Mercado, também se encontram em situação de carência? Trinta vezes não, nem aqui, nem na Lua.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:45

Quarta-feira, 10.09.08

8/1

«O melhor rácio de alunos por professor dos mais de 30 países analisados num relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), relativo ao ano de 2006, pertence a Portugal. Segundo o documento ontem divulgado, no Ensino Secundário, temos um professor por cada oito alunos inscritos[...]»

Oito alunos por professor não é um "melhor rácio". É prova de que, necessariamente, grande parte dos professores ficarão no desemprego. Com este tipo de raciocínio distorcido e no limite, poderíamos concluir que existe um rácio perfeito: um professor para cada aluno. Mas como as turmas não são individuais, tal razão seria incomportável, como também já o é a razão de oito alunos por professor.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:37

Quarta-feira, 10.09.08

Mais meios e formação, menos bastonada

«Polícias vulneráveis dentro da esquadra»

Cá está a falta de preparação das forças policiais. Mais importante do que alertar e preocupar os cidadãos para uma suposta onda de crime violento, o Presidente da República deveria exigir mais treino e mais diversificado,formação específica, especialização e mais meios para as forças de autoridade. Com isto as polícias conseguiriam lidar com qualquer tipo de crime, não só o mediatico-violento.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:28

Quarta-feira, 10.09.08

Meio Cubano. Tontura Completa

«O ex-líder social-democrata Luís Filipe Menezes admitiu hoje recandidatar-se à presidência do PSD num eventual congresso que considerou urgente realizar até ao primeiro trimestre de 2009, para que haja regeneração do partido.»

É o que traz um Red Bull Air Race. As vertigens de Menezes continuam mesmo após a referida competição, durante a qual Menezes fez questão de ir dar uns giros. (Ainda mais) Tonterias.

Quanto ao PSD em si, só me ocorre uma frase: Paz à sua alma!

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:18

Quarta-feira, 10.09.08

As novas democracias

«Vitória esmagadora do MPLA com mais de 80%»

Num país que se quer fazer passar por uma democracia ao estilo ocidental, tais números, num processo eleitoral, só podem levar à desconfiança. Angola está na mesma, continua a ser o quintal-horta de onde a família Eduardo dos Santos retira os seus astronómicos rendimentos. A máscara democrática cairá. E pouco importa o certificado de transparência outorgado pela UE.

Em todo o caso, é de saudar a postura da UNITA no pós processo eleitoral. Não estamos em 1992.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:09

Pág. 1/2



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930