Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quinta-feira, 30.10.08

Boredom's not a burden anyone should bear

Alguém que mostre o redondo do Mundo porque daqui ele aparenta-se chato. E, se for capaz, que indique o espírito e a graça do tédio.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:22

Sábado, 25.10.08

Um pouco de transparência

Há algo simples que Fernando Ulrich parece não entender: o aval disponibilizado pelo Estado aos agentes financeiros só deveria ser activado para bancos que sintam os efeitos da crise. Ulrich insiste, no seu discurso engasgado, que pelo menos o BPI não se encontra descapitalizado. Então não lhes devia ser facultado o acesso às garantias estatais. Estará a banca a apregoar esta possibilidade para fazer aumentar a confiança nas suas instituições? Era importante conhecer as condições e garantias exigidas pelo Governo para conceder este aval e em que circunstâncias se podem os bancos socorrer dele para evitarem a carência de capital.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:59

Sexta-feira, 24.10.08

Ver o Magalhães por Elcano

«JP Sá Couto negoceia com 11 países exportação do "Magalhães"»

O Magalhães está, portanto a ser negociado em 11 países. Por cá, o dito aparelhómetro ainda não está a ser distribuído ao ritmo desejado. Como seria de esperar o Magalhães ainda fará a circum-navegação negocial antes de chegar definitivamente a Portugal. Esperemos é que não entre no seu país de origem(?) ao serviço de Espanha.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:54

Sexta-feira, 24.10.08

Web-Cacique

Neste artigo de opinião, Pedro Ivo de Carvalho escreve a certa altura:

«[...]para os mais curiosos, o episódio foi, entretanto, disponibilizado em vídeo no multifacetado site da Câmara do Porto[...]»

Serve esta transcrição não para comentar os salários principescos de familiares de alguns autarcas (isso ficará para outra altura), mas para se conhecer melhor o sítio na internet da Câmara Municipal do Porto.

Tal sítio não passa de um web-documento panfletário ao serviço do Presidente da Câmara e seu séquito. Isto demonstra o carácter caciqueiro de quem usa o site de uma instituição para proveito publicitário próprio. Não é para isso que foi criado o endereço www.cm-porto.pt.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:42

Sexta-feira, 24.10.08

A seguir com atenção

«Pela primeira vez em Portugal, alguém está a tentar responsabilizar uma universidade pela morte de um dos seus alunos. Diogo Macedo morreu há sete anos, depois de ter sido praxado na Lusíada de Famalicão. A mãe exige 210 mil euros.»

Espera-se que a Justiça e os agentes universitários ganhem vergonha e, após investigação, condenem os responsáveis. A canalha não pode sair impune porque não é uma ralé à parte da sociedade. Espera-se também uma atitude pró-activa do próprio Ministério do Ensino Superior, porque, se várias vezes estes crimes ficaram sem castigo, não foi apenas pela indulgência das Universidades.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:31

Quarta-feira, 22.10.08

Vale e Azevedo sindrome

Se os empresários, capitalistas, argentários, magnatas e afins fossem realmente de tanta confiança, então o Monopoly não necessitaria de vir apetrechado com uma cadeia. Tenho dito.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:29

Quarta-feira, 22.10.08

Tão longe de casa


(clicar na imagem para ampliar, há um ponto azul no meio do breu)

Interior to the G ring and above the brighter main rings is the pale dot of Earth. Cassini views its point of origin from close to a billion miles away in the icy depths of the outer solar system.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:08

Segunda-feira, 20.10.08

Deixem-me rir antes que me esqueça...

«O ex-presidente do BCP Paulo Teixeira Pinto defende que Portugal deveria apostar em colocar uma universidade no topo dos rankings internacionais das melhores instituições de ensino superior, "bastando" para isso contratar vários Prémios Nobel».

O ex-artista financeiro, agora reciclado em artista das letras e artes plásticas, brinda-nos com esta ideia de la palisse. É tão evidente que somos obrigados a concordar e ao mesmo tempo é tão quimérica que se torna desprezável. Talvez o senhor doutor esteja a sugerir uma maior ajuda da Opus Dei à Universidade Católica, mas nem assim pondero tal visão num futuro próximo.

O problema surge quando analisamos a palavra chave: "bastando". A Universidade Portuguesa é o que é por falta de interesse e investimento nos corpos docentes, nos discentes e nas infraestruturas. E não é com esta visão confrangedora do Ensino Superior que seremos capazes de investir e trazer um prémio Nobel.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:45

Segunda-feira, 20.10.08

Esquema



O normal não será o curso a verde? A prioridade deveria ser a ajuda às famílias para que estas conseguissem cumprir as suas obrigações para com os créditos que efectuaram. Logo os bancos teriam o capital da forma que a Lei do Mercado exige.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:07

Segunda-feira, 20.10.08

Tristeza não é suficiente

Manuela Ferreira Leite parece ficar satisfeita com o resultado conseguido nas legislativas açoreanas. Diz a líder do PSD "perdemos mas continuamos a ser o partido da alternativa". A liderança do Social Democrata contenta-se em disputar o segundo lugar. Não é isto que é exigido a Ferreira Leite que, com esta posição e julgando segurar-se, parece ter os dias contados. O PS agradece e a democracia atrofia-se.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:26

Segunda-feira, 13.10.08

Disponível por encomenda (XX)


FORM€R WA££ $TR€€T T¥¢OON$ D€MANDING $TAT€ A¢TION
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:23

Segunda-feira, 13.10.08

Agora cabe ao Estado...

Segundo Eduardo Catroga (JN de hoje - sem link) "é ao Estado que compete garantir o funcionamento dos mercados", pelos vistos confiando 20 mil milhões de euros aos bancos.

Curioso como nas últimas décadas não foi esta a ideologia económica vigente. Muito pelo contrário, a intromissão do Estado sempre foi vista como uma perversão do regular funcionamento do mercado. E porque deverá o Estado, usando o dinheiro dos contribuintes, financiar as excentricidades e os desvarios bancário-empresariais? Ainda mais, sem garantias ou contrapartidas?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:38

Domingo, 12.10.08

Desfaçatez

Este é o mais recente chilrear de António Borges, vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD e irredutível advogado do Estado mínimo:

«O economista e vice-presidente do PSD, António Borges, considerou que a medida anunciada pelo Governo de prestar garantias até 20 mil milhões de euros às operações de financiamento dos bancos, é "bem-vinda".»

Esta excelente recepção à intromissão do Estado no Mercado só se explica porque foi António Borges o empresário quem se pronunciou e já é vulgar ouvir esta espécie renunciar a tudo o que acredita. Mas como político, o aplauso a esta medida do Governo Socialista, é um erro. Mais valia estar em silêncio como Ferreira Leite.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:47

Quinta-feira, 09.10.08

Para quem defende o BCE como o 4º poder...

Ouvir uma personagem política, cuja identidade já esqueci, em plena caixinha mágica, discorrer sobre a crise financeira ao nível europeu fez-me vir umas perguntas jocosas à cabeça. Limpei-as rapidamente para uma folha de papel e não resisto a deixá-las aqui ficar:

Será mesmo necessária a autonomia do Banco Central Europeu? A inércia e o desmazelo político da Europa Comum não serão suficientes para manter esta Instituição financeira nos níveis de inabilidade e insensibilidade que tem demonstrado até aqui?

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:58

Quinta-feira, 09.10.08

Sonsos

Via Paulo Martins do JN, leio com pasmo as declarações de Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, sobre a polémica dos voos da CIA:

«Seria totalmente irresponsável o actual Governo ter levantado a questão quando em causa estava o próprio presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, que à data era primeiro-ministro português»

Em vários aspectos, este Ministério mostrou até algum bom senso, por exemplo, na posição que adoptou em relação à soberania do Kosovo. Ao não fazer o reconhecimento na onda imediatista patrocinada pela Europa e EUA, mostrou alguma capacidade de julgamento própria (
apesar do reconhecimento dessa independência feito há dias poder ser discutível).

Mas há frases que destroem a credibilidade de qualquer agente político e esta é uma delas. O apuramento da verdade (neste caso, em relação aos voos da CIA) não pode estar condicionado a qualquer interesse patriótico-mesquinho. Mesmo que este implique beliscar a reputação do então PM português e actual Presidente da Comissão Europeia. Ainda mais porque, com estas declarações, a Europa passa a conhecer os erros passados de Barroso e as tentativas menos escrupulosas do Governo de Sócrates para lhe proteger as costas.

Esta atitude torna-se a imagem da pequenez deste ministério, do Governo e, infelizmente do País.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:30

Pág. 1/2



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031