Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sábado, 10.01.09

Levanta-te e Ri(o)

O Governo apresentou recentemente um plano anti-crise. Como avalia as medidas?
Estamos perante uma crise económica, mas o problema de Portugal não é fundamentalmente a crise económica, mas sim outra, profunda, e com muitas mais vertentes. O ponto de partida da crise é político e não económico. Entendo que enquanto a política em Portugal não se conseguir credibilizar e não repor na sociedade valores fundamentais podemos ver a taxa de juro baixar mais um ou dois por cento, arranjar mais uns milhões para aqui ou acolá, mas vamos andar sempre ao sabor destes milhões ou da procura externa. O que o país precisa, e em 2009 é quase impossível porque é um ano atípico com três eleições, é de um Governo que agarre no país fundamentalmente pela parte política.
Que parte política?
Tem que se reforçar a credibilidade dos políticos e, isso, faz-se através da atitude e de algumas reformas que são fundamentais, como é o caso da justiça. A justiça é um problema político. O clima de impunidade que se vive em Portugal, de desresponsabilização, faz com que as pessoas não acreditem no país, não acreditem no regime. O sistema está completamente descredibilizado. Não estou a dizer que se a justiça funcionasse correctamente tudo funcionava bem, o que estou a dizer é que existe toda esta evolução da sociedade que não será travada enquanto não se agarrar, a sério, o problema da justiça.
____________________________
Rui Rio em entrevista ao Económico

Em primeiro lugar não vale sujeitar crises umas às outras, aqui a teoria da evolução não se aplica. A crise política é profunda, diferente e muito anterior à actual crise económica. Elas não se confinam num ponto de partida comum, não é a crise política que dá origem à económica. A crise económica é um resultado óbvio do sistema actual, curiosamente defendido por Rui Rio, e é inevitável. A crise política define-se pela incompetência intrínseca do presente político nacional em controlar e contornar os cíclicos problemas económicos.

Mas eu pergunto-me quais os responsáveis pela descredibilização da política em Portugal e qual o papel de Rui Rio nessa crise política...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 14:12



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031