Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quarta-feira, 23.02.05

Cantares do Andarilho


Zeca 1929-1987
Deixou-nos há 18 anos, mas é eterno há muitos mais.

Canção de embalar
Dorme meu menino a estrela d'alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p'ra ti
Outra que eu souber será p'ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d'alva o seu fulgor
Perde a estrela d'alva o seu fulgor

Perde a estrela d'alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme quinda à noite é muito menina
Deixa-a vir também adormecer

Em: Cantares do Andarilho
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:13

Quarta-feira, 23.02.05

Derrete-se na boca e não nas mãos


No PSD prepara-se o Congresso do M&M
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:31


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Fevereiro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728