Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Segunda-feira, 20.06.05

Explicações

Agora sim, o Governo começa a libertar informação sobre quais os sectores a privatizar, na campanha de combate ao défice.

«O Executivo deseja abrir a capitais privados - no máximo até ao final desta legislatura - o capital das empresas que gerem os sistemas multimunicipais (que captam e fornecem água), mas o Estado não deverá abrir mão do controlo maioritário.»

É mais um sector estratégico que os privados vão ter o privilégio de participar. E estes sectores são muito apetecíveis uma vez que o retorno do investimento é garantido, sem grande esforço. A questão do “controlo maioritário” é uma nota espirituosa, pois será só uma questão de tempo para o estado abdicar desse controlo à semelhança de outros exemplos, por iniciativa própria ou por pressão dos privados. Mau caminho.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:12

Domingo, 19.06.05

Alguém me explica

O que é “ter orgulho em ser branco”? Que se tenha orgulho nas suas raízes, cultura etc. eu percebo, agora orgulho numa cor, não estou a ver... Que se tenha orgulho em ser português, tudo bem, é-se patriota, mas temos que aceitar todos os aspectos da cultura portuguesa, entre os quais o facto de Portugal ser raiz e cultura de pessoas de outra cor.

O orgulho em ser branco, ou negro, ou vermelho, ou azul, é em si próprio uma afirmação de racismo. O “senhor” da Frente Nacional sabe disso perfeitamente (saberá?). Além disso, todos ouvimos esse “senhor” a associar a criminalidade a duas etnias, negros e ciganos, e isso não é racismo, xenofobia? Não senhor, é amor e tolerância (branco mais bronco não há)...

A verdade é que, com o exemplo do arrastão na praia de Carcavelos, ou os assaltos na linha de Sintra, “paga o justo pelo pecador”. Os negros que trabalham, são honestos, que gostam de Portugal, se conseguiram integrar ou já nasceram cá e têm feito muito bem pelo país, e que são a maioria, ouvem agora chamar-lhes criminosos porque outros, com a mesma cor de pele, esses sim, realmente criminosos e com contas a prestar à justiça, se lembraram de dar um triste espectáculo.

A criminalidade não está associada à melanina que se tem no corpo, mas sim a causas bem definidas, que todos sabemos quais são mas que ninguém pareceu muito incomodado para as tentar resolver. Antes pelo contrário, continuam a guetização, a exclusão, o desemprego, o abandono escolar, a toxicodependência etc.. Mas de todos estes factores nenhum, mas nenhum, está associado, ou é exclusivo a uma cor de pele...

Podia ainda dizer muito mais mas fico-me por aqui. Façam todos os dias manifestações contra a criminalidade... contra etnias não contem comigo.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:07

Sexta-feira, 17.06.05

Não gosto

E nunca gostei que decidissem por mim. E foi isso que aconteceu com o referendo à Constituição Europeia. Os franceses e holandeses escolheram por mim. É verdade que escolheram no mesmo sentido em que eu acredito, no “não” ao tratado, mas eu estava ansioso por pôr a minha cruz no lugar correspondente.

Mesmo que o tratado esteja “morto”, acho que os portugueses mereciam a hipótese de dizer o que pensam sobre o caminho que a Europa está tomar. É claro que isso também seria impossível de se fazer numas eleições autárquicas em que se discute tudo menos a Europa. E o portugueses pouco ou nada ficariam esclarecidos sobre o tratado... Mas agora também ficou sem efeito.

Engraçado é verificar que aqueles que nunca permitiram ao povo português decidir, estejam agora convictos que o referendo à Constituição é “absolutamente necessário”, resta perguntar onde estavam quando decidiram aderir ao Euro, ao tratado de Maastricht ou ao de Nice...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:37

Quinta-feira, 16.06.05

Eu sou-te

“Estamos todos condenados à prisão solitária dentro da nossa própria pele, para toda a vida” – Tenessee Williams

Aproveito-me de ti
Inundo a tua alma paz
Substituo-a
Encho o teu corpo
Qual vaso fúnebre
Com as minhas cinzas.

Por debaixo da tua pele casca
Preencho o teu nada
Da tua leveza fugidia
Emerge o meu chumbo
Com os teus olhos não vês mais
Do que aquilo que observo por ti

Dentro da tua vida morte
Aguentas-me
Embora extinto
Suportas-me
E dentro de ti
vivo eu.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:37

Quarta-feira, 15.06.05

...jamais será vencido

“E se eu disser a palavra «derrota»?, perguntei-lhe subitamente nesse dia, mas quase a medo, diante do gravador ainda ligado (e detestando-me por selar aquela longa conversa com a única palavra que, afinal, lhe cabia por inteiro):

Uma derrota... «amarga», Dr. Cunhal?
«Amarga é uma palavra muito pequenina para o que foi.»”
___________________________________________________________________
Maria João Avillez
Conversas com Álvaro Cunhal e Outras Lembranças
Temas e Debates

Mas a luta continua...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:21

Terça-feira, 14.06.05

Contabilidades

«O Executivo de José Sócrates fez mais de mil nomeações nos primeiros dois meses e meio de governação. De acordo com as contas do Jornal de Negócios, a equipa socialista nomeou mais pessoas que o anterior Governo de Santana Lopes, no mesmo período.»

Ora, tenham santa paciência. Já cá faltavam as contas sobre as nomeações. Mas vai ser isto em cada novo governo? Já se sabe que cada um que arranje pouso leva para lá os amigos...

E também qual é a surpresa? O homem não disse que ia criar 150 mil postos de trabalho?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:39

Terça-feira, 14.06.05

Referendos in vitro

Em Itália referendou-se a mudança da lei em várias questões bioéticas, como a fecundação in vitro. A posição da Igreja Católica Apostólica Romana já se sabe qual é, mas apostar na abstenção como forma de manter uma lei não é aceitável. A ICAR defende um imobilismo inexplicável. Inexplicável porque, sendo contra a reformulação da lei, e querendo mostrar a sua posição, teria, obrigatoriamente, que fazer campanha pela manutenção da actual lei. Se os italianos forem como os portugueses daqui a uns (poucos) anos são confrontados de novo com a mesma pergunta. Se o referendo fosse considerado válido e a alteração da lei tivesse sido rejeitada, não seria uma vitória mais sólida?

«Niente quorum. I 4 referendum sulla legge 40, che regola la procreazione assistita, sono falliti.[...]»

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:19

Segunda-feira, 13.06.05

Até amanhã, camarada

«Precisamente nesse dia lá fora na rua passou pelo passeio fronteiro uma mulher levando o filho pela mão. Era a primeira vez que por ali passavam. O moço olhou curioso o majestoso edifício, os torreões de pedra branca, o elegante recorte das ameias.

- Mãe, o que é ?

- Não sei , filho – respondeu a mulher. – deve ser o palácio de algum ricaço.

- Mãe, porque é que as janelas têm grades?

- Não sei, filho – respondeu a mulher – talvez porque lá dentro há muita riqueza e têm medo que os ladrões assaltem o palácio para roubar.

- Ah! – admirou-se o moço.

Ia ainda a perguntar alguma coisa mais, mas um eléctrico de passagem provocou tal ruído que o moço se conteve e já não fez a pergunta. Foi talvez melhor assim. Porque talvez a mãe não soubesse responder-lhe.»

___________________________________________________________________________
Manuel Tiago
A Estrela de Seis Pontas

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:51

Segunda-feira, 13.06.05

Há dias

Há dias em que julgamos
que todo o lixo do mundo
nos cai em cima
depois ao chegarmos à varanda avistamos
as crianças correndo no molhe
enquanto cantam
não lhes sei o nome
uma ou outra parece-me comigo
quero eu dizer :
com o que fui
quando cheguei a ser luminosa
presença da graça
ou da alegria
um sorriso abre-se então
num verão antigo
e dura
dura ainda.
_______________________________
Eugénio de Andrade
Os lugares de Lume

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:45

Domingo, 12.06.05

Pergunta existencial de ordem II

Quando se comemoram 20 anos sobre a assinatura de Mário Soares, que abriu a porta da Europa a Portugal, fica esta pergunta:

Será que são as grandes potências económicas europeias que puxam pelas economias dos países mais pobres? Ou serão estes países, economicamente desfavorecidos, que ancoram as economias dos gigantes?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:27

Sábado, 11.06.05

Repenting Magdalene ou Magdalene in a Flickering Light

"I wish your body was not so warm to me... Just so you know"
(Just So You Know - American Head Charge - The War of Art)


Georges de La Tour c. 1635-37;
Óleo Sobre Tela;
Los Angeles County Museum of Art, Los Angeles.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:51

Sábado, 11.06.05

Girl with a Pearl Earring

"I never wanted anybody more than I wanted you"
(The Nameless - Slipknot - Volume 3: The Subliminal Verses)


Johannes Vermeer c. 1665-1666;
Óleo sobre tela, 44.5 x 39 cm;
Royal Cabinet of Paintings Mauritshuis, The Hague

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:50

Sexta-feira, 10.06.05

Para alguém especial

«Informações científicas com detalhes sobre o fabrico de bombas nucleares e equipamentos de teste essenciais desapareceram e poderão ter sido postas à venda no mercado negro internacional, de acordo com investigadores da Agência de Energia Atómica citados na edição de ontem do diário britânico The Guardian[...]» - Público (link só para assinantes)

Não existe?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:12

Sexta-feira, 10.06.05

O verdadeiro português

Não passa disto mesmo, a nossa cultura é esta. Somos pessoas egoístas, mesquinhas, graxistas, lambe-botas. Vai passando a ideia para o mundo que somos também corruptos, criminosos, pouco inteligentes, abusadores, oportunistas, pouco qualificados, invejosos, etc., etc., podia continuar nisto a madrugada toda...

Mas porque de tanta azia em relação ao Português? Apenas pela expressão jubilosa de Durão Barroso ao receber Bono Vox. Este último foi relembrar à Europa que África ainda existe, que é preciso cumprir as promessas feitas ao povo daquele continente, que morrem pessoas com problemas relativos à fome e doenças, alguns impensáveis numa Europa do século XXI. E o outro, tonto, com semblante de quem “eu sou importante, já recebo o Bono”, um sorriso pedante de criança “olha o que eu tenho e tu não tens”. Ó homem menos vaidade, porque acção é que é preciso! Ainda há Kompensan?
ASENSIO

P.S.- não, não é inveja, Bono Vox não faz parte da minha lista de pessoas interessantes a conhecer...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 05:43

Quinta-feira, 09.06.05

Propriedade pouco comutativa

A prioridade de Portugal é Espanha, Espanha, Espanha. Mas o contrário não é verdadeiro.

O país nosso vizinho recusa-se a manter as cotas de água dos rios internacionais nos valores acordados, ou a pagar as compensações. O ano hidrológico termina a um de Outubro e até lá as cotas têm que ser repostas. O nosso principal interesse, pelos vistos, é Espanha, e o de Espanha é... Espanha. Está bem...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:33



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Junho 2005

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930