Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quarta-feira, 07.09.05

É só para anunciar...

Que no xupacabras tem um lindissímo grupo de fotos de Kevin Rolly
Sem mais por agora...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:01

Quarta-feira, 07.09.05

Sem medidas de prevenção

Ontem tomámos conhecimento das intenções do Ministro da Administração Interna para mudar o sistema de combate aos fogos e outras catástrofes. Apesar de considerar estas mudanças como necessárias e óbvias, não me parece que, por si só, irão resolver o problema.

O número de fogos, por exemplo, não me parece que diminuirá pelo facto de Portugal ter mudado a orgânica do sistema da Protecção Civil, ter um corpo de Bombeiros ou ter veículos aéreos próprios. A diminuição do número de catástrofes só se verificará quando a prevenção ocupar o mesmo espaço e importância que o seu combate. Daí estas medidas tão lógicas levantarem tantas dúvidas. Não são acompanhadas de medidas efectivas para precaução destas crises, medidas essas que todas as pessoas conhecem e sabem quais são.

«Genericamente consideradas positivas, as medidas ontem anunciadas pelo ministro António Costa para agilizar o combate a fogos florestais são recebidas com cepticismo e muitas dúvidas por parceiros, investigadores e proprietários florestais.»

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:32

Quarta-feira, 07.09.05

Novas teorias da Esfera de Cristal

A teoria da Esfera de Cristal versava sobre a possibilidade de as estrelas estarem presas a uma esfera sólida transparente que se encontrava à volta da Terra plana, como uma enorme redoma de vidro. Na Idade Média questionava-se sobre o que aconteceria a um viajante que se aventurasse até ao “fim” do Mundo e tentasse atravessar a redoma pressionando-a com a cabeça.

Passado séculos retornamos ao início, pois a verdade é que vivemos dentro de “bolhas”. Essas “bolhas” não são mais que o Universo visível. A bolha que nos envolve terá à volta de 15 mil milhões de anos-luz, a idade do Universo e é esse o seu tamanho alcançável pela observação. Não nos é permitido ver mais além sem que nos movamos do centro da redoma onde nos encontramos. Se viajarmos esse tempo chegaremos ao limite, ao horizonte do nosso Universo. O que estará para lá desse limite? Se o ultrapassarmos, pressionado com a cabeça, entramos, sem dúvida, noutra redoma.

Por outro lado, será o espaço plano e limitado? Ou será curvo pela força da gravidade? Se tal acontecer, independentemente da direcção que tomarmos, se andarmos sempre em linha recta chegaremos, inevitavelmente, ao ponto de partida. E esta curvatura do espaço tornar-se-á mais uma redoma na qual existimos. O que acontecerá se a pressionarmos com a cabeça?
ASENSIO (também no Sempiterna Temptatio)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:28


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Setembro 2005

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930