Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sexta-feira, 18.11.05

“O mais difícil”

Caro Vital Moreira,

Isto está tudo muito certo, até ao momento em que procura justificar as políticas sociais adoptadas pelo PS como sendo as necessárias para resolver a sustentabilidade financeira do Estado Social.

Ora as reformas ao Estado Social só têm lógica quando não põem em causa o auxílio social prestado pelo Estado aos mais desfavorecidos. Ou então corre-se o risco de, para salvar o Estado Social, reduzir, ou extinguir, o mesmo Estado Social. Se não morre da doença, morre da cura.

A verdade é que, se umas políticas PS procuram reduzir regalias inaceitáveis ou benefícios injustificados, outras agridem sectores mais desfavorecidos da sociedade. A moderação, ou redução, do montante de prestações sociais, que o PS diz ser necessária, é um ataque aos mais carenciados que sobrevivem apenas destas ajudas. E Isto é “atacar o seu núcleo essencial”. O que Vital Moreira defende é que o Estado Social, quando em crise, recue para lamber as suas feridas, desprotegendo aqueles que se propôs defender.

Há políticas, óbvias para o financiamento do Estado, que não vão ser aplicadas. Um exemplo: «O quarto elemento do Estado social diz respeito ao financiamento das despesas públicas por meio de um sistema tributário [...]». É do senso comum que o fim do sigilo bancário permitiria ao Estado um aumento nas contribuições, pela diminuição de situações de fuga ao fisco. Como se justifica então a sua manutenção?
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:07


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Novembro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930