Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sábado, 16.09.06

Falta de tacto

Tanto nas palavras de Ratzinger como nas respostas violentas daqueles que o Papa insinuou serem violentos.

ASENSIO
p.s. - «A religião é uma doença neurológica» - Bill Maher

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:11

Quinta-feira, 14.09.06

Isso, isso

Esqueçam a competência, as capacidades diplomáticas, o peso na cena internacional, a capacidade de decisão, e concentrem-se no sexo do candidato:

«Uma petição mundial lançada pela associação Femmes Débat & Societé (Mulheres debate & Sociedade) pede que uma mulher suceda ao actual secretário das Nações Unidas, Kofi Annan, segundo um comunicado divulgado hoje em Genebra.»

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:28

Quinta-feira, 14.09.06

Do que se fala...

Hoje, após alguns dias de "férias" voltei a percorrer os blogues que costumava frequentar. Fala-se principalmente sobre:

- A aparição das FARC na Festa do Avante!. Fez voltar à memória Ingrid Betancourt que, quanto a mim, esteve um tanto ao quanto esquecida por toda gente, mesmo aqueles que agora se levantam contra a presença do grupo terrorista no Rock in Rio comunista.


- O 11 de Setembro; o "Prós e Contras", um debate entre Pacheco Pereira e Mário Soares, que espremidinho apenas deu a entender que os intervenientes pensam de maneira diferente e nada acrescentam ao debate; o documentário "Loose Change" ou, título traduzido livremente por mim, "Eu Tenho Uma Teoria da Conspiração Sobre O 9/11 Porque Tenho Tempo A Mais Em Mãos".


- Um debate criacionismo/evolucionismo, em que cada um dos intervenientes facilmente ultrapassa a linha ténue da certeza para a arrogância (já eu não ultrapasso linha nenhuma, sobre este assunto, a minha certeza manteve-me sempre na zona da arrogância).


Vou tomar um
Kompensan...
ASENSIO

p.s. - oops, ia em excesso de velocidade para acabar o post e nem falei das referências à velocidade de crescimento da economia e do carro do Mininstro Manuel Pinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:49

Quinta-feira, 14.09.06

Qualquer dia...

Ainda vamos descobrir que Portugal não existe. País da treta.

«Processo Apito Dourado pode ser anulado por inconstitucionalidade»

Não sei sequer para que se incomodam nas investigações, nem o Governo nem a oposição se preocuparam em referir o combate à corrupção no seu tão proclamado acordo

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:22

Quarta-feira, 13.09.06

Quando se quer...

Afinal a comunidade internacional, se estiver interessada, pode fazer muito para a resolução de conflitos antigos:

«Governo e tamil vão negociar pressionados por comunidade internacional»

Quando todos remam para o final do conflito, facilitam-se as negociações e, esperemos, as soluções. Que diferença comparado com o Líbano...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 02:02

Terça-feira, 12.09.06

Vitórias de mão-beijada

A instabilidade, provocada pela guerra no Iraque, vai permitir mais uma derrota para o Ocidente. O único vencedor das guerras anti-terrorismo, leia-se o Irão, consegue agora convencer a região que será este país a garantir a segurança de Bagdad:

«"O Irão dará a sua ajuda para estabelecer completamente a segurança no Iraque porque a segurança do Iraque é a segurança do Irão", afirmou Ahmadinejad numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro iraquiano.»

E enquanto isso, até os extremistas se permitem avisar que as políticas seguidas pelo ocidente apenas aumentam o extremismo:


«L'ambassade de Syrie à Washington regrette, dans un communiqué diffusé mardi 12 septembre, "que les politiques américaines au Moyen-Orient encouragent l'extrémisme, le terrorisme et le sentiment anti-américain"

Tiros pela culatra...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:31

Terça-feira, 12.09.06

Escapismo

Tanta pompa e circunstância na assinatura do acordo sobre a Justiça, entre o Governo e a oposição PSD, quando este pacto, sabe-se agora, foi practicamente esvaziado pela falta de referência à corrupção.

A vontade política para alteração do processo do código penal, em relação ao combate contra a corrupção, é nenhuma. Vejam-se exemplos das várias situações graves relacionadas com a corrupção: fugas aos impostos, fraudes empresariais à segurança social, fugas do segredo de justiça, processos às autarquias, fraudes economicas e até os casos desportivos tão na moda. Pelos vistos nada disto é relevante. E nem se exige que se altere a legislação em si relacionada com a corrupção, tal pode até nem ser necessário. O método de investigação e a apresentação dos prevaricadores à justiça é que tem falhas graves e este pacto nem refere esse processo. Continuará a sensação de impunidade neste tipo de crime.


Por isso, pacto para a reforma da justiça? Qual pacto? Qual reforma?

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:11

Segunda-feira, 11.09.06

5 anos

Cinco anos depois a avaliação que se pode fazer é a de que a acção anti-terrorista escolhida e levada a cabo acirrou muitas populações que agora consideram haver um choque de civilizações, e que defendem a sua ideologia que consideram estar a ser atacada.

As acções duras dos EUA e Inglaterra não apanharam o núcleo da Al-Qaeda, não conseguiram aquilo a que se propuseram, muito por culpa própria ao dispersar efectivos e operações para objectivos que nada têm a ver com o grupo terrorista, veja-se o caso do Iraque. Na verdade a Al-Qaeda está mais díficil encontrar pois dispersou-se por todo o mundo em células practicamente invisiveis. Se o objectivo principal, que era a prisão de Bin Laden, tivesse sido concretizado essas células não teriam agora tanta capacidade de acção.


Na onda das acções americanas está o estado de Israel cuja guerra no sul do Líbano apenas levou a que os libaneses aceitassem o Hezbollah como a única força capaz de os defender.


Estamos a perder esta guerra. As vitórias morais, que muitos países ocidentais consideram ter conseguido, apenas demonstram a nossa fagilidade, incompetência e falta de ideias para resolver o conflito.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:33

Sexta-feira, 08.09.06

A desmontagem...

Das desculpas vem tarde.

«"Saddam Hussein não tinha confiança na Al-Qaida e considerava os extremistas islâmicos como ameaças contra o seu regime, tendo recusado todos os pedidos de ajuda material ou operacional da Al- Qaida", diz o relatório da Comissão de Informações do Senado.»

Foi a primeira vez na história em que foi feita uma guerra e só depois se tentou justificar o conflito. Primeira desculpa, as armas de destruição massiva, não. Segunda, relações próximas com a Al-Qaeda, também não. Então deve ter sido porque lá não havia democracia... a ver se esta terceira desculpa pega.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:14

Sexta-feira, 08.09.06

Discurso esclarecido

Um artigo com palavras sensatas, reformistas (bolds meus):

O grande "ayatollah" Yussef Saanei afirmou à Agência Lusa que "se o Irão desenvolver armas nucleares estará a ir contra o Islão", acrescentando que o seu uso é "proibido" mesmo como forma de autodefesa.
____________________________________________
"A bomba nuclear é contrária ao Islão. Inclusivamente até produzi-la e guardá-la. Utilizá-la, então, é muito pior. Se alguém no Governo (iraniano) quiser produzir este tipo de armas estará a ir contra o Islão", disse numa entrevista concedida à Lusa no seu centro de estudos em Qom, a chamada "capital dos ayatollahs", berço dos estudos corânicos no mundo xiita.

Saneei, de 79 anos, foi conselheiro de Ruhollah Khomeini, o pai da revolução islâmica iraniana, e é hoje um dos cinco grandes "ayatollahs" de Qom e uma das vozes mais reformistas entre os líderes religiosos que dominam a República Islâmica fundada em 1979.


Defensor do reconhecimento dos direito das mulheres - afirma que o Alcorão permite que estas possam chegar a Presidente da República ou mesmo ao mais alto cargo religioso, o de Líder da Revolução Islâmica - e da igualdade entre credos
, Saanei é hoje uma voz incómoda mais ou menos ignorada pelo poder político.


Em Qom, onde em cada rua, em cada passeio, em cada casa se podem encontrar "mullahs" (primeiro nível de reconhecimento nos estudos corânicos), conduzindo automóveis ou mesmo motas, com os seus turbantes brancos ou negros (reservado aos descendentes do profeta), o "ayatollah" Yussef Saanei é um homem muito conhecido, até pelos membros da linha religiosa mais dura que, em tempos, chegaram a fazer protestos ameaçadores perto do seu centro de estudos, numa ameaça que o próprio minimiza.


Profundo admirador de Khomeini, sonha com regressar à pureza dos primórdios da revolução e é partidário de retirar as alterações que foram sendo feitas à Constituição iraniana do tempo do fundador da República Islâmica.


"Basta que se aplique a Constituição aprovada na época do imã Khomeini, pelos que partilham as ideias deste ou pelas pessoas que estavam com ele no princípio da revolução. Se se fizer como naquela época, tudo andará bem", explicou.


A relação próxima com Khomeini, cuja casa de Qom, com paredes de tijolo e barro seco, se mantém preservada para lembrar o sítio onde o imã viveu até ser forçado ao exílio pelo Xá Reza Pahlevi, é visível no escritório administrativo do centro de estudos de Saanei.


Num quadro emoldurado, com as fotografias de Khomeini e Saanei nos cantos superiores, a frase do imã lembra o papel do seu aluno e conselheiro: "Eu criei o senhor Saanei como se fosse meu filho e durante muitos anos em todas as reuniões e conversações, ele era um participante especial e gostava dos seus conselhos. É um homem destacado entre o clero e, além disso, é um homem sério".


Sendo um homem sério, o grande "ayatollah" tem muita relutância em falar sobre o assunto nuclear, pois c
onsidera que se trata de "um entretenimento" que "não vale a pena discutir", porque os Governos do Irão e das grandes potências "acabarão por chegar a um acordo".

No entanto,
Saanei sempre aproveita para lembrar aos governantes que, "em caso de conflito", "não é o povo que tem de pagar as consequências", porque "os povos não têm a culpa" das desavenças entre quem os lidera.
____________________________________________
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:51

Quinta-feira, 07.09.06

Serviço Público?

E hoje a RTP insiste:
_______________________________________________
21:55 CORRIDA DE TOUROS
CAMPO PEQUENO
CARTEL:David Ribeiro Telles, João Ribeiro Telles, António Ribeiro Telles, Manuel Bastos e João Júnior
Grupo de Forcados de Santarém e Coruche
_______________________________________________

E nem tem tanto a ver com a polémica do "espectáculo" em si, e sim com o real interesse público que tal transmissão possa ter, que quanto a mim é nenhum.

A opção da transmissão talvez possa ser esclarecida:

«
A decisão [de lançar na próxima segunda-feira, horário nobre, uma série de programas de dez a 15 minutos para reforçar a programação de serviço público] visa também, segundo disse o director de programação da RTP, Nuno Santos, resolver "um problema de coerência [que a estação tem] no horário das 21h00".»

Espero bem, porque o Serviço Público de Televisão tarda a aparecer.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:25

Quinta-feira, 07.09.06

Máquinas (II)

Máquina de Antikythera (87 a.C., inventor desconhecido):

«O mecanismo é um dos mais antigos mecanismos com engrenagem restantes, feito de bronze numa moldura de madeira, [...]. A teoria mais aceite de sua função é a de que era um computador analógico criado para simular o movimento de astros. Trabalhos de reconstruções recentes do aparelho confirmam essa suspeita. O aparelho torna-se mais impressionante pelo uso de uma engrenagem diferencial, que se acreditava ter sido inventada apenas no Século XVI, e pelo nível de miniaturização e complexidade das suas partes, [...].» - animação do seu funcionamento, em java, aqui.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:33

Terça-feira, 05.09.06

Vitória!

«O português Sérgio Paulinho ganhou, esta terça-feira, a 10ª etapa da 61ª Volta a Espanha em bicicleta, ascendendo ao 10º lugar da geral, após 190 quilómetros, entre Avilés e Santillana del Mar.»

Com um valente chuto no futeboleiro tumulto. É assim mesmo...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:54

Sábado, 02.09.06

Conversões "Al-Qaeda"

É uma "ameaça" e não um "apelo":

«“Apelo a todos os americanos e aos outros infiéis para abraçarem o Islão (...)”, disse o norte-americano [convertido ao Islão, que ameaçou Los Angeles e Melbourne com atentados perpetrados pela Al-Qaeda]. “O tempo escasseia. Escolham o bom caminho antes que seja tarde demais, antes que conheçam o triste destino que já conheceram milhares” de vós, acrescentou.»

Talvez por este tipo de imposição cega e inexequível, mais do que por um qualquer mérito da actual "luta anti-terrorista", os ideais fanáticos da Al-Qaeda não vão persistir.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:08

Sábado, 02.09.06

Arte Útil (III)


The Road To Guantánamo

«Part drama, part documentary, The Road to Guantánamo focuses on the Tipton Three, a trio of British Muslims who were held in Guantanamo Bay for two years until they were released without charge.»
(IMDb)
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:05



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Setembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930