Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sábado, 30.06.07

Direito à indignação

«[...]O Estado tem de suportar os custos da interioridade, como suporta os da insularidade. Essa parte humana escapa ao ministro [da saúde], certos valores essenciais ao conceito de humanismo, que deve ser a doutrina-base do PS. Está a tomar medidas que nunca a Direita tomou, porque não tinha coragem e porque o PS, na Oposição, nunca permitiu.
[...]
As taxas moderadoras para os internamentos e as cirurgias, quando essa taxa, por definição, se destina a desencorajar a procura desnecessária. Não é uma decisão do doente, mas uma imposição do médico. O doente fica internado e ainda por cima paga! Isto não pode ser! É uma coisa absurda! Um ministro socialista não pode fazer isto. Mas fez. Por isso às vezes me sinto indignado. A indignação é um direito constitucional e no PS sempre esse direito existiu.»

António Arnaut, Ex-ministro dos Assuntos Sociais, em entrevista ao JN e Antena1.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:14

Sábado, 30.06.07

The Love Song of J. Alfred Prufrock [excerto]

And indeed there will be time
To wonder, "Do I dare?" and, "Do I dare?"

Time to turn back and descend the stair,

With a bald spot in the middle of my hair—

[They will say: "How his hair is growing thin!"]

My morning coat, my collar mounting firmly to the chin,

My necktie rich and modest, but asserted by a simple pin—

[They will say: "But how his arms and legs are thin!"]

Do I dare

Disturb the universe?

In a minute there is time

For decisions and revisions which a minute will reverse.

__________

T. S. Eliot

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 04:14


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930