Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Segunda-feira, 25.06.07

Claro,agora que a fonte secou...

«Alberto João Jardim vai apresentar uma proposta de revisão constitucional em 2009. O presidente do Governo Regional da Madeira defende mais poder legislativo para a região, alegando que a Madeira tem de continuar a desenvolver-se sem precisar das verbas que chegam do continente.»

Porque é que só agora defende que a Madeira deve "desenvolver-se sem precisar das verbas que chegam do continente"? Jardim sabe perfeitamente que o governo fechou a torneira dos apoios à região autónoma, por isso, o remédio da Madeira é mesmo avançar sem esses apoios. Mas esta opção não foi escolha de Jardim, que se pudesse continuaria a secar o bolso do "continente". Agora, não podendo reivindicar o "peixe" ao rectângulo, exige que o "ensinem a pescar" para uma maior independência. Jardim é um tretas...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:53

Sábado, 23.06.07

Na RTP [com adenda]


Oh please, just shoot me now!

ASENSIO

[adenda]
Daí Cavaco Silva ter-se ausentado do país refugiando-se nos EUA. Não fosse ele obrigado a deixar-se fotografar levando com marteladas oferecidas pela saloiada que sai à rua durante as rusgas de São João...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:05

Sábado, 23.06.07

É história

Afinal Sampaio é realmente um homem de visão. É verdade que não conseguiu impedir Santana, mas muita da culpa tem que ser atribuída à mediocridade do PSD, mediocridade essa que se mantém.

«"Confidencial - A década de Sampaio em Belém" é o nome do livro do ex-assessor de Jorge Sampaio, João Gabriel. O livro vai ser apresentado na próxima quinta-feira, na Reitoria da Universidade de Lisboa e promete revelar as «manobras» levadas a cabo pelo ex-Presidente da República, na sua tentativa de impedir a ascensão de Santana Lopes após a saída de Durão Barroso para Bruxelas.
[...]
Jorge Sampaio terá ligado a diversas personalidades do PSD, Marcelo, Ferreira Leite e Marques Mendes, na esperança que alguém «se chegasse à frente», mas acabou por dar posse a Santana «pela falta de capacidade dos sociais-democratas em gerar alternativas credíveis», escreve o autor do livro. »

Há umas personagens que não têm nenhum sentido de dever público, só «se chegam à frente» quando ainda têm hipóteses de não serem derrotados, ou então escolhem lugares não comprometedores e cuja utilidade ainda está por provar, como "mandatários". Às vezes aprende-se muito ou fazem-se vingar muitas posições políticas numa derrota, com competência e credibilidade. Mas atenção que este tipo de personagem não é exclusivo do PSD... habituem-se!

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:24

Sábado, 23.06.07

23

6 anos
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:51

Sexta-feira, 22.06.07

É fartar vilanagem

«O Ministério da Cultura atribui este ano três milhões de euros à Fundação de Arte Moderna e Contemporânea - Colecção Berardo para a gestão do museu instalado no Centro Cultural de Belém, com abertura prevista para segunda-feira.»

E não há mais nada a dizer...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:15

Sexta-feira, 22.06.07

Se o ridículo pagasse imposto...

O PND seria um dos maiores contribuintes:

«O Partido da Nova Democracia (PND) começou ontem a campanha de rua para as eleições autárquicas de Lisboa com a estreia do "Ginja", candidato à pasta da assessoria de imprensa.»

Manuel Monteiro tem um (só um?) grave problema. Acusa ele que
"a política se tem transformado numa farsa", mas a verdade é que o PND tem feito, muito competentemente, a sua parte nessa descredibilização. Na Madeira foi a novidade que fez notícia e não os resultados que tal "campanha" conseguiu, veremos como será em Lisboa.

Mas o ridículo parece não ter limites:
"vou buscar jovens actores e aproveito para promover o teatro". Pois bem, se nas próximas autárquicas continuar a fazer este tipo de "política", escusa de procurar um actor para a Câmara Municipal do Porto, Manuel Monteiro pode, ele próprio, fazer de "Morcão".
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:38

Quinta-feira, 21.06.07

Afinal...

A tradição é que é uma batata. Até as pequenas alegrias da juventude vão desaparecendo. Cinzento, sem brilho, sem alegria... uma imagem deste rectângulo.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:20

Quinta-feira, 21.06.07

Remédio santo

«Na sua intervenção na conferência "O Sistema de Justiça e a Competitividade da Economia Portuguesa", Proença de Carvalho disse que, uma vez que o Estado não consegue dar resposta à necessidades dos cidadãos e das empresas em matéria de justiça, é preciso "maior privatização".»

Sem surpresa, a solução dos problemas para estas pessoas é sempre a mesma.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:47

Quarta-feira, 20.06.07

Irreal

«O presidente [Bush] não crê que seja apropriado pôr fim à vida humana por razões de investigação. É uma linha que não franqueará.» - Tony Snow, sobre o novo veto de W. Bush ao projecto de lei que facilitaria a investigação das células estaminais.

Este é mais um exemplo da transposição de dogmas e crendice para a legislação do Estado. Estes obtusos só entendem quando o azar lhes bate à porta, como aconteceu
com Ronald Reagan.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:49

Quarta-feira, 20.06.07

Raven


What you got what you got in your hand? - a father said to son

I got the whole world here Daddy between my fingers and my thumb

Well you take care of it please - it’s the only one

Well it would take me a lifetime old man to undo what you’ve done

To undo what you’ve done


Oh come on now boy think what would Jesus do?

He shake his head like an angry mother - spoke the boy and say I did what I could do

But you take care of it please – it’s the only one you got

And it’d take ten lifetimes boy to undo what I’ve done


Boy shrugged walked away

The man stood and watched as he was leaving

Boy just walked away

The man stood alone thinking


One hand is bleeding and the other hand holds a gun

While everything is open everything is shut down, down, down

Begin to ending is really just a go round and round and round

As I stand here - the ground beneath is nothing more than one point of view


What you got what you got in your hand? Your secret’s safe with me

Well I found the truth friend let me whisper in your ear

Take good care of it please - it’s the only one there is

Can I twist it please can I give it just a little twist


Boy shrugged walked away

The man stood and watched that boy disappearing

Boy just walked away

The man stood there twisting


One hand is bleeding and the other hand holds a gun

Everything is open now everything is shut down, down, down

No one is holding even if you even if your sure

You never know it all the ground beneath is nothing more than my point of view

Boy shrugged walked away
The man stood and watched the boy as he was leaving

Boy just walked away

The man stood there twisting


One hand is open and the other hand holds the gun

Everything is open now is everything coming down, down, down

No one is hoping even if you even if you know

You never know it all - nothing more than, nothing more than my point of view


Boy shrugged walked away

The man stood and watched as he was leaving

The man stood there twisting.

________________________________________

Busted Stuff
Dave Matthews Band
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:40

Terça-feira, 19.06.07

Comparações

Na semana passada ouvi por aí umas pessoas a defender que os promotores do "Estudo Alcochete" poderiam esperar represálias do governo já que grande parte dos negócios passam pelo Estado e eles teriam ousado afrontar o executivo socrático. Defenderam também que os empresários seriam até mais penalizados do que os trabalhadores que participaram na Greve Geral de Maio.

Estas posições revelam que é assumido com facilidade e se acha normal que este governo distribua represálias à esquerda e à direita, disparando contra aqueles que o criticam. Depois comparam o que não é comparável. O governo depende, em grande parte, destes empresários, haverá casos em que é mesmo refém de alguns deles, por isso, será impensável qualquer acção governativa contra a CIP. Já contra os trabalhadores, há várias formas de distribuir represálias sem que isso represente um grande prejuízo para a governação.


Eu não sei em que Portugal vivem as pessoas que acreditam em tal coisa, mas certamente não é no mesmo que eu vivo...

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:01

Terça-feira, 19.06.07

Exercícios masturbatórios

«A mudança [a reforma do Parlamento proposta pelo PS] recebeu os elogios de José Sócrates no encerramento das jornadas parlamentares do PS.»
ASENSI
O

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:56

Terça-feira, 19.06.07

"What does that mean?"

It does not mean anything, because mystery means nothing either, it is unknowable.


René Magritte.
The Thought Which Sees. (1965)
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:49

Segunda-feira, 18.06.07

Moron

«Irão diz que novo Governo palestiniano "não respeita a democracia"»

Ao contrário do
partido político grupo armado Hamas, que respeita imenso a democracia... pelas armas.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:37

Segunda-feira, 18.06.07

Admita agora...

«O primeiro-ministro, José Sócrates, admitiu este domingo, em Bratislava, a realização de um referendo em Portugal sobre o futuro Tratado da UE, que substituirá a fracassada Constituição Europeia, mas disse ser prematuro falar no assunto, noticia a Lusa.»

É bom que, chegada a altura da decisão, não se limite a "admitir" o referendo. Já basta que o futuro Tratado esteja a ser "cozinhado" nas costas dos europeus. Nós é que temos de decidir se queremos a aplicação desse Tratado ou não. A capacidade de decisão não é exclusiva das elites, ou então, depois não se queixem da falta de interesse dos europeus na construção da nova UE.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:46



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930