Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Terça-feira, 17.07.07

Pólvora seca

«Luís Filipe Menezes disse estar eventualmente disponível para se candidatar à presidência do PSD. Contudo, em entrevista à SIC Notícias, o presidente da câmara de Gaia disse que está à espera de "sentir que o partido deseja a minha liderança".»

Filipe Menezes refreou o ímpeto de liderança. Durante meses ele foi, literalmente, um oferecido para a direcção o partido. Não se coibiu nunca de aparecer entretido em questões que normalmente deveriam ser tratadas pelo PSD Nacional e portanto pelo seu legítimo líder.


O que me ocorre é a imagem do suicida a lançar-se para a frente do comboio lançado a todo o vapor. Como metáfora é fraquinha, por que, mesmo que o desejo de liderança do partido possa levar ao suicídio político, o PSD está longe de ser um imparável e robusto comboio.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:54

Terça-feira, 17.07.07

Rio? Qual rio?

«Lisboa: Comunidade Portuária alerta para riscos de especulação imobiliária se gestão do porto mudar»

E eu que sempre ouvi que a administração do porto de Lisboa era o grande responsável pelo afastamento dos lisboetas da zona ribeirinha. Mas afinal os moradores da capital vão ter duas hipóteses à escolha: serem afastados do Tejo pelo porto de Lisboa ou pela especulação imobiliária.

ASENSIO


p.s
. - e não esquecer as eternas obras do metropolitano em pleno Terreiro do Paço mais os seus elegantes tapumes...

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:46

Terça-feira, 17.07.07

Piruetas

«O antigo presidente francês Valery Giscard D`Estaing afirmou recear que, se o projecto do novo tratado da UE preservar a "substância" da Constituição, se torne "impossível de compreender".»

Mas a verdade é que a substância da Constituição vai ser mantida. Haverão apenas alguns ajustes, para que, dirão eles, este tratado reformador não tenha o mesmo alcance que o anterior, fugindo assim à ratificação por referendo.


E, nesses ajustes,
"O texto vai ao ridículo de indicar que os tratados não conterão nenhum artigo mencionando os símbolos da UE, como a bandeira, o hino ou a divisa. Adeus à bandeira azul e às suas estrelas, adeus ao triste Beethoven!". Pois estas são alterações de cosmética em pormenores susceptíveis para grande parte dos europeus, leigos em matéria constitucional, mas que, em si mesmas, pouco alteram o objectivo do documento.

Vão de pirueta em pirueta até afastarem completamente o comum europeu do processo de construção da UE.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:29


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031