Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sábado, 10.05.08

Miragem

«O ainda líder social-democrata recebeu hoje na Afurada Pedro Santana Lopes, que tinha uma acção de campanha agendada para as 17:30 em Arouca, concelho do distrito de Aveiro, e, "já que estava perto", decidiu ir "dar um abraço" a Menezes.»

Eu vi Santana Lopes correr a Gaia mostrar-se a Menezes (mesmo depois das facadas de Lopes, líder da bancada deputal ao Dr. líder do PSD) talvez na mira dos apoios menezistas de base. Numa altura em que o Viriato dos autarcas e Marco António, júnior inperadorzeco do PSD/Porto, já guinaram o seu apoio, e o apoio das suas ovelhas seguidistas, para Passos Coelho. Sem estas duas importantes facções do seu lado, Santana receia a medalha de bronze nas directas.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 20:47

Sábado, 10.05.08

Boa opção

«Os bloquistas não gostam do Executivo e também não vão muito à bola com o Presidente da República sobretudo porque Cavaco não os convidou para o encontro de «Jovens e a Política» na segunda-feira.»

O Presidente da República, na sua imensa sabedoria, prefere deixar de fora da discussão "Jovens e Política", talvez o maior lote de jovens politicamente activos. O tema, que tanto espanto lhe causou em dias de 25/4, afinal não é para levar com a seriedade que o PR pretendeu demonstrar. Um debate, seja qual for, não ganha credibilidade ao deixar uma parte interessada fora da mesa redonda. Espero o discurso do ano que vem.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:29

Sexta-feira, 09.05.08

Plano B

«O presidente da Comissão Europeia garantiu que "não há plano B" caso a Irlanda não ratifique através de referendo o Tratado de Lisboa, tal como está obrigada segundo a sua constituição.»

Pois é, não há plano B, só que, após a inversão
da opinião Irlandesa em Fevereiro, há que considerar que a tendência de descida do "SIM" se mantenha até ao dia do Referendo.


(via
Margens de Erro)
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:31

Quinta-feira, 08.05.08

Introduza o PIN

«Os ministros da Economia e do Ambiente estão confiantes de que o Governo respeitou o ambiente e cumpriu todas as regras comunitárias na aprovação de três complexos turísticos em áreas protegidas dos concelhos de Grândola e Alcácer do Sal.»

Três letras: PIN, Projecto de Interesse Nacional. Permitem rodear, ladear, escapar, olvidar, ultrapassar variadas regras ambientais. A Lei não pode ser desrespeitada com instrumentos imorais destes.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:57

Quinta-feira, 08.05.08

Dois lados da mesma moeda

«"Eu sou mais humanista, ele é bem mais tecnocrata". Manuela Ferreira Leite não tem dúvidas que José Sócrates revelou "indiferença em relação às pessoas e insensibilidade social" quando, para "reduzir o défice, mexeu nos certificados de aforro".»

Manuela Ferreira Leite infelizmente é também do género Eucalyptus, da família cavaquista. E esquece-se que nós já provámos a sua (in)sensibilidade social. As suas preocupações de natureza social são, obviamente, uma tentativa de ultrapassagem pela esquerda ao PS-Governo uma vez que este ocupa todo o espectro da direita esmagando o PSD. Pisquemos então o olho à verdadeira social democracia e namoremos os socialistas descontentes que logo após as eleições tudo será esquecido.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:40

Segunda-feira, 05.05.08

Prioridades

«O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que, em 2007, "pela 1ª vez na história", Portugal vendeu mais tecnologia do que importou, em parte devido à "aposta estratégica" feita há três anos nas energias renováveis.»

Sem querer menorizar a importância dos investimentos em tecnologias e energias renováveis, penso que neste momento José Sócrates devia preocupar-se, não com a independência tecnológica, mas com a
total dependência portuguesa de produtos agrícolas. O primeiro-ministro parece pensar que se ignorar a crise alimentar mundial esta não se reflectirá em Portugal. Uma palavra para aqueles que se prevê sejam os mais afectados, apesar de admitir que aí vem um aumento de preços dos alimentos, daria a ideia de um primeiro-ministro atento ao que aí vem, em vez de nos mostrar alguém que vive numa realidade alternativa e fantasiosa.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 23:26

Sábado, 03.05.08

O mofo na sociedade

«A homossexualidade continua a ser mal vista aos olhos da maioria dos portugueses, segundo um estudo hoje publicado no jornal "Público". Cerca de 70% da população nacional considera "erradas" as relações sexuais entre dois adultos do mesmo sexo.»

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:08

Sexta-feira, 02.05.08

Cónego Melo em 2º plano

O CDS-PP, patrocinador de várias cenas burlescas no Parlamento, utilizou a morte e o voto de pesar pelo Cónego Eduardo Melo como arma de arremesso à "extrema-esquerda". As palavras de Nuno Melo são esclarecedoras:

«Extraordinário é verificar que esta extrema-esquerda que condena um homem por um crime que os tribunais asseguram ao povo deste país que não cometeu é a mesma esquerda que não se importa de glorificar outras pessoas, essas sim condenadas e julgadas por crimes de sangue verificados em democracia»

Ou seja, não fosse a necessidade que afrontar a "extrema-esquerda" o coitado do Cónego nunca seria sequer lembrado da AR. E a razão é simples, o Cónego Melo pautou toda a sua actuação pela defesa de um sistema que não permitisse uma Assembleia livre como a que conhecemos hoje. O seu anti-comunismo não passava de reaccionarismo primário e
cerejeira. Mas isto é conhecido e é história.

As outras pessoas referidas por Nuno Melo, condenadas mas glorificadas pela esquerda, são muitos daqueles que têm um percurso em prol da liberdade, que arriscaram combatendo o regime anterior e fizeram o 25 de Abril. E é isso que se glorifica, não os crimes pelos quais foram julgados ou condenados.

Se alguém conseguir esclarecer esta direita, sem coragem de se definir como extrema, das diferenças nas personalidades certamente também verá o seu esforço glorificado na AR.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 15:34

Quinta-feira, 01.05.08

Saltitão

«"Não devemos pôr em causa as regras", afirmou Pedro Santana Lopes, recordando que as regras e regulamentos das eleições directas para a liderança do PSD, marcadas para 31 de Maio, já foram aprovadas no Conselho Nacional do partido.
Quarta-feira, o líder do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, disse que o PSD daquela região autónoma nunca reconhecerá como líder do partido um candidato que não obtenha pelo menos 50% dos votos dos seus militantes.»


Quando alguns andam a avaliar a possibilidade de uma segunda volta para aumentar a legitimidade do líder, Santana demonstra já, caso não consiga a liderança nas directas, uma vontade de "andar por aí". Ao menos o PSD-M é frontal, com menos de 50% dos votos não reconhece o líder.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:00

Quinta-feira, 01.05.08

Censura

«O líder comunista desvaloriza o facto de a moção de censura do PCP ao Governo ter o "chumbo" garantido da maioria PS, afirmando que "a grave situação económica e social" a justifica, "independentemente do resultado".»

Jerónimo de Sousa engana-se. Mesmo que se justifique uma moção de censura, ela nunca poderia ser apresentada antes das reuniões do governo com os sindicatos. Mostrar inflexibilidade agora é tirar o tapete às capacidade de negociação dos parceiros sociais, é inferiorizar a CGTP nas conversações e dar uma ajuda para que Sócrates também se amuralhe em intransigências. Muito próximo do 1º de Maio, Jerónimo faz o favor de dar uma machadada num possível acordo.


Hoje, nas ruas, os parceiros sociais ainda terão autoridade para se mostrarem descontentes com as propostas do novo Código Laboral, apesar do péssimo serviço prestado pelo PCP, pois serão eles a comparecer nas concertações.

ASENSI

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 16:09

Pág. 3/3



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031