Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quarta-feira, 10.09.08

Espaço de Opinião

«A interpretação, de tão unânime, parece convincente. Diz-se que a Administração norte-americana decidiu intervir nas duas maiores empresas de crédito imobiliário do país para evitar males maiores, que até à nossa porta poderiam bater. Que se antecipou à previsível falência da Fannie Mae e da Freddie Mac para poupar o sistema financeiro - mundial - a uma turbulência ainda mais profunda, susceptível de abalar os seus pilares.

Como não sou especialista em questões económicas, sinto-me inibido de discutir a bondade da medida. Admito até que seja acertadíssima, mas não sou capaz de fugir a uma perplexidade: se Bush acciona a arma da nacionalização, para preparar a maior operação de resgate financeiro da história do país, então o mundo anda de pernas para o ar. Nem no terreno económico sobrevive um pingo de coerência ideológica.

Suspeito, apenas suspeito, que a situação chegou onde chegou porque as autoridades de supervisão dos Estados Unidos foram incompetentes, quanto mais não seja por omissão. Talvez tenham acreditado que o mercado, mal ou bem, tudo resolveria, até serem confrontadas com a inevitabilidade de recorrer à "bomba atómica". Pelas asneiras de regulação e os pecados do mercado, hão-de pagar agora os contribuintes norte-americanos qualquer coisa como 211 mil milhões de euros, segundo as estimativas - quase mais 50 mil milhões do que o Produto Interno Bruto português. E pagaremos todos nós, que penamos numa crise sem fim à vista.
[...]»
Paulo Martins, JN

Há quem não acredite na intervenção do Estado na economia. Geralmente sãos os primeiros a recorrer a ele quando a tão "perfeita" Lei do Mercado lhes sai pela culatra. Parasitismo puro porque os cidadãos, como Estado, acabam sempre por pagar os desvarios económicos das empresas privadas.

«Deve o Estado salvar empresas que, por seu exclusivo demérito e má gestão, estão a falir? Não, vinte vezes não. Nem aqui, nem na China.[...]»
Pedro Santos Guerreiro, Jornal de Negócios

E deve o Estado salvar aquelas cuja gestão nem pode ser considerada dolosa, mas que, ao acreditar na volátil Lei do Mercado, também se encontram em situação de carência? Trinta vezes não, nem aqui, nem na Lua.

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:45

Quarta-feira, 10.09.08

8/1

«O melhor rácio de alunos por professor dos mais de 30 países analisados num relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), relativo ao ano de 2006, pertence a Portugal. Segundo o documento ontem divulgado, no Ensino Secundário, temos um professor por cada oito alunos inscritos[...]»

Oito alunos por professor não é um "melhor rácio". É prova de que, necessariamente, grande parte dos professores ficarão no desemprego. Com este tipo de raciocínio distorcido e no limite, poderíamos concluir que existe um rácio perfeito: um professor para cada aluno. Mas como as turmas não são individuais, tal razão seria incomportável, como também já o é a razão de oito alunos por professor.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:37

Quarta-feira, 10.09.08

Mais meios e formação, menos bastonada

«Polícias vulneráveis dentro da esquadra»

Cá está a falta de preparação das forças policiais. Mais importante do que alertar e preocupar os cidadãos para uma suposta onda de crime violento, o Presidente da República deveria exigir mais treino e mais diversificado,formação específica, especialização e mais meios para as forças de autoridade. Com isto as polícias conseguiriam lidar com qualquer tipo de crime, não só o mediatico-violento.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 18:28

Quarta-feira, 10.09.08

Meio Cubano. Tontura Completa

«O ex-líder social-democrata Luís Filipe Menezes admitiu hoje recandidatar-se à presidência do PSD num eventual congresso que considerou urgente realizar até ao primeiro trimestre de 2009, para que haja regeneração do partido.»

É o que traz um Red Bull Air Race. As vertigens de Menezes continuam mesmo após a referida competição, durante a qual Menezes fez questão de ir dar uns giros. (Ainda mais) Tonterias.

Quanto ao PSD em si, só me ocorre uma frase: Paz à sua alma!

ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:18

Quarta-feira, 10.09.08

As novas democracias

«Vitória esmagadora do MPLA com mais de 80%»

Num país que se quer fazer passar por uma democracia ao estilo ocidental, tais números, num processo eleitoral, só podem levar à desconfiança. Angola está na mesma, continua a ser o quintal-horta de onde a família Eduardo dos Santos retira os seus astronómicos rendimentos. A máscara democrática cairá. E pouco importa o certificado de transparência outorgado pela UE.

Em todo o caso, é de saudar a postura da UNITA no pós processo eleitoral. Não estamos em 1992.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 00:09


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930