Interrogada se não considera que as obras públicas ajudarão, pelo menos, ao factor desemprego, a presidente do PSD respondeu: "Desemprego de Cabo Verde, desemprego da Ucrânia, isso ajudam. Ao desemprego de Portugal, duvido".