Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quinta-feira, 16.07.09

Pérolas Jardinistas

«Alberto João Jardim quer rever a Constituição e proibir o comunismo em Portugal. O Presidente do Governo Regional da Madeira vai avançar na próxima semana, no Parlamento Regional, com a proposta de revisão onde se pode ler que a "democracia não deve tolerar comportamentos e ideologias totalitárias e autoritárias" dando dois exemplos: o fascismo e o comunismo»

O Sr. Alberto apenas mostra que tem pavor a uma democracia adulta. Num sistema como o nosso, os cidadãos, em liberdade, expurgam naturalmente estas ideologias totalitárias dos processos de decisão. Uma democracia equilibrada não precisa de -nem deve- proibir, a expressão de todos os pontos de vista ideológicos, desde que estes sejam expressos dentro da legalidade. É um regime de equilíbrios como já se disse aqui...

É verdade, Sr. Alberto, a Constituição não permite todos os ideais. Não permite o fascismo, mas isso talvez se deva à longa noite, mais de 40 anos, de Estado Novo que experimentámos e na qual o Sr. Alberto teve um papel, talvez irrelevante, mas teve. Apenas passaram 35 anos, pouco tempo para apagar essa memória colectiva do país.

De qualquer forma a nossa democracia já se mostra com alguma harmonia. Muito português, com o laborar dos resquícios de um alter-ego pidoso (quem não o tem?), anseia internamente o calar do representante madeirense, mas democraticamente aprendemos a lidar com a ajardinada personagem. Daí que possamos, todos, orgulhar-nos da liberdade expressão que alguém como o Sr. Alberto usufrui.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:30



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031