Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sexta-feira, 06.05.05

Pessoas que não existem.

Maria José Nogueira Pinto

«O referendo do aborto seria urgentíssimo se as prisões portuguesas estivessem cheias de mulheres condenadas por esse crime. Mas não. Estão cheias de toxicodependentes com doenças incuráveis e contagiosas.»

Primeiro, não sabe os números sobre as mulheres que, por variados problemas, recorrem ao aborto. Se todas as mulheres que realizaram IVG fossem presas, como manda a lei então, o caso mudaria de figura, as cadeias estariam repletas. Então qual a lógica de uma lei que a maioria dos “prevaricadores” não são condenados? Mantê-la para só apanhar alguns? Mas, de qualquer maneira, que argumento, para defesa de tal lei, é este? Parece ser um daqueles casos de defesa de um imobilismo conservador.

Segundo, as cadeias portuguesas não são leprosarias romanas. É inqualificável dizer, insinuar, que as cadeias são guetos de doenças.

Parabéns, Maria José Nogueira Pinto, ganhou o 1º prémio “Pessoas que não existem” d’O Bico de Gás. Pode não ser muito, mas mantenha essa forma de pensar e ainda ganha algo mais importante.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:31



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Maio 2005

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031