Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Bico de Gás



Sábado, 01.10.05

Synaesthesia

Ele amava-a tanto, tanto que se emaranhavam os sentidos quando a tinha.

Adorava saboreava-lhe a suavidade da sua pele.
Ao ouvi-la, apreciava, nas papilas, as suas palavras.
Se ela lhe tocasse, ele sentia-a como a um alimento.
Quando a admirava quase podia beber as suas formas.
O seu odor de mulher era doce na ponta da língua

Mas como nenhum amor é perfeito, havia algo que o perturbava. Quando alguém, ou ele próprio proferia o seu nome, logo a sua língua e papilas estremeciam de tortura. Não conseguia engolir nem em seco. Queimava-lhe o palato. Parecia que algo o feria seriamente na boca.

Como fazer perpetuar um amor quando se sofre assim?
ASENSIO (também no Sempiterna Temptatio)

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 17:43


1 faísca

De Vítor Antunes a 03.10.2005 às 00:53

A sinestesia é um bonito momento literário . Você precisa conhecer os sinestesistas brasileiros como Alphonsus de Guimarães , esse movimento foi muito presente aqui no Brasil no que chamamos Simbolismo.

Comentar post



Creative Commons License


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Outubro 2005

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031