Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Sexta-feira, 15.04.05

Eterno Retorno - Implicações

São várias as implicações resultantes dos argumentos de Nietzsche em defesa do eterno Retorno:

- não pode haver finalidade última para a vida. Isto conduz ao surgimento do nihilismo: a existência é inútil, sem sentido, absurda.

- não pode haver progresso. Para Nietzsche a ideia de progresso “é uma ideia falsa[...], desenvolver-se não significa, em absoluto, elevar-se” – Nietzsche, der Antichrist

- “Deus está morto”, é o ateísmo pessimista de Nietzsche. Deus não tem lugar numa concepção de recorrência do Universo.

- a ciência e tecnologia não são coisas positivas. Apenas promovem um progresso falso, ilusório, que afastam o Homem de se tornar “Super-Homem”- aquele que aceita a falta de sentido da realidade implicada pelo Eterno Retorno.

- o Eterno Retorno implica racismo. “o objectivo da Humanidade não pode estar no fim mas apenas nas suas espécies mais elevadas”. Os seres últimos serão os “Super-Homens”. “ O Homem não representa qualquer progresso comparado com qualquer outro animal”, não há progresso na evolução, casa espécie deve atender aos seus interesses ao invés de esperar melhoramentos para todos, pois não há melhoramento. Talvez esta última implicação tenha sido a mais desastrosa. A suástica é um símbolo do tempo cíclico e Heidegger, seguidor de Nietzsche, por defender o Eterno Retorno, foi também elemento do partido Nazi e um filósofo influente do regime.
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 12:14



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Abril 2005

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930