Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bico de Gás



Quarta-feira, 13.10.04

Declaração ao País de Pedro Santana Lopes

Depois de ter descoberto, não sem alguma surpresa, que o Dr. Pedro Santana Lopes gosta de fazer umas pressões e umas censuras aqui e ali, ganhei agora um carinho especial pela capacidade que o Dr. PSL tem de fugir às questões que interessam ao povo português quando estive a ver atentamente a sua declaração ao País, no dia 11 de Outubro.

Quando o “caso Marcelo” é o caso que mais preocupa a opinião pública neste momento, o Dr. vem falar do orçamento de estado para 2005, vem distrair-nos com promessas de aumentos de salários para a função pública, diminuição do IRS, aumento das pensões de reforma, etc.. É verdade, é a primeira vez que vejo um Governo a fazer campanha eleitoral depois de ter sido nomeado e ter tomado posse. Ó Dr. Santana Lopes as eleições são só na Madeira e nos Açores! O seu governo já tem três meses, já não tem idade para andar a brincar às promessas eleitorais! Até porque por baixo dessas promessas, temos vários sacrifícios-promessa como as taxas moderadoras diferenciadas, a nova Lei do arrendamento, o fim das SCUT, só para citar algumas... Mas esta corrida às promessas eleitorais é uma maneira de nos distrair do “caso Marcelo”? Então Dr. Santana Lopes e quando verificarmos que as promessas não passam disso mesmo, de distracções, o que é que o Dr. vai inventar para nos distrair?
Mas houve uma ideia que retive e que creio estar vagamente relacionada com o “caso Marcelo”. O Dr. PSL, disse algo como isto: «...é tempo de deixar ouvir o ruído de fundo e prestar atenção ao rumo da governação...». OK, deixemos, então, de ouvir o “ruído”, vamos deixar de ouvir os analistas e os comentadores, vamos passar a ter em atenção o rumo deste Governo! Mas para quê? Para que o povo possa, por ele mesmo, chegar à conclusão dos analistas? Seja por que meio for, seja através dos comentadores, seja por sentir na pele as políticas deste executivo, se o povo prestar atenção ao rumo do Governo, rapidamente chega à conclusão que Portugal não tem futuro com PSL e que PSL não pode ter futuro em cargos de responsabilidade em Portugal. Uma coisa é certa, seja qual for o rumo que o Governo vá seguir, ele vai ter portagens, mesmo que esse rumo nos leve, como parece ser o caso, a lado nenhum. Quanto é que vamos pagar é que ainda não sabemos... mas já há na conta dois submarinos...

Agora para o Dr. Sampaio... OK Senhor Presidente, teve piada, já rimos o que tínhamos a rir da experiência de ter PSL como Primeiro-Ministro, mas acho que, como uma piada repetida perde a graça, já vão sendo horas de parar a brincadeira e deixar o povo escolher...
ASENSIO

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 01:58



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Outubro 2004

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31